Trintas e oito pessoas foram presas neste sábado suspeitas de trafico de drogas durante a Operação Muralha, no Sul de Minas. Na operação conjunta das polícias Civil e Militar, foram cumpridos 38 mandados de prisão, entre estes os de 13 mulheres. Vinte e quatro prisões aconteceram em Varginha, quatro em Elói Mendes e outras seis em Hortolândia, em São Paulo.
Segundo as investigações, a base para a distribuição de drogas em Varginha, principalmente do crack era a cidade de Hortolância. A operação em São Paulo contou com a participação da polícia Civil paulista e lá foram apreendidos 3,5 quilos de cocaína, 3,5 de maconha, 520 papelotes de cocaína, três balanças e12 celulares. Dos seis presos, dois ficaram detidos em Hortolândia. As investigações duraram seis meses.
Segundo o delegado que preside o inquérito, Renato Alfio Ciutti, há ainda cerca de 30 mandados em aberto que serão cumpridos em breve. Todos são contra pessoas ligadas a membros da mesma quadrilha. Ainda de acordo com o delegado, o laboratório em Hortolândia era a base para a distribuição de droga em Varginha e membros da quadrilha estvam morando na cidade para gerenciar o tráfico.
A Operação Muralha contou com a participação de 158 policiais militares e 184 policiais civis, apoio aéreo de dois helicópteros e do canil.

Imprimir
Comentários