Entre os dias 20 e 24 deste mês, as equipes do 2º Pelotão da 7ª Companhia PM de Meio Ambiente desencadearam a operação de fiscalização e combate a pesca predatória no reservatório de Furnas, nos limites dos municípios de Formiga e Pimenta, durante o período diurno e noturno.

A operação contou com a participação de dez policiais militares e, com emprego de três viaturas, duas embarcações, um Jet-Ski e de um drone.

O objetivo foi coibir a pesca irregular com o uso de redes de arrasto, capeadas e de redes simples irregulares por pescadores amadores e profissionais, além de coibir a pesca subaquática noturna com uso de lanternas e a prática da pesca por meio da batida (utilização de equipamento sonoro que direciona o fluxo do cardume).

O emprego do drone e do Jet-Ski amplia a malha de proteção ambiental à ictiofauna, considerando a amplitude visual decorrente do emprego do drone e, a melhor adequação dos meios probatórios com filmagens dos infratores.

A motopatrulha aquática possibilita uma abordagem rápida e dinâmica, evitando a fuga dos indivíduos.

Em decorrência das atividades de fiscalização de 30 pescadores, três pessoas foram detidas em flagrante, com a lavratura de quatro Boletins de Ocorrência, cinco Autos de Infração, apreensão de 25 redes de pesca, duas embarcações e equipamentos utilizados na pesca predatória.

Resultando na aplicação de mais de R$40 mil em autuações. Além do recolhimento de inúmeras redes de pesca sem identificação.

Fonte: Polícia Militar de Meio Ambiente

print
Comentários