Foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (8) em Arcos, a Operação Flecha, força tarefa composta por policiais civis e militares, delegados de polícia e promotores de Justiça, para dar cumprimento a aproximadamente 45 mandados de busca e apreensão e 29 mandados de prisões preventivas e temporárias, expedidos pelo juiz da cidade.

Além da participação de mais de 210 policiais civis e militares, médico legista e perito criminal, a operação conta com o apoio de mais de 60 viaturas policiais, cães treinados e dois helicópteros das polícias civil e militar de Minas Gerais, além da presença de delegados de polícia e promotores de Justiça.

A Operação Flecha foi deflagrada como parte de investigação de combate a uma organização criminosa composta por mais de 20 pessoas, com atuação em Arcos e região. Os pedidos dos mandados de prisão e de busca e apreensão foram feitos no curso do Procedimento Investigatório Criminal (PIC) nº. MPMG-0042.15.000321-0, conduzido em cooperação entre o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da Promotoria de Justiça de Arcos e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e a Polícia Civil de Minas Gerais, com a constante colaboração da Polícia Militar de Minas Gerais.

Ao longo de 8 meses de investigações, foram colhidas contundentes provas do funcionamento de organização criminosa, com atuação em Arcos e cidades da região, voltada à prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e outras graves infrações.

Estão à frente da operação a promotora de Justiça, Juliana Amaral de Mendonça Vieira, o delegado de polícia Elmer Flávio Ferreira Mateus Júnior, e o comandante da 241ª Companhia da Polícia Militar, 1º tenente César Henrique Bittencourt da Cunha.

 

print

Comentários