Redação Últimas Notícias

O líder de uma organização criminosa voltada ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, na região de Formiga, foi preso pela Polícia Civil nessa terça-feira (20), em Divinópolis. O suspeito, de 37 anos, estava foragido desde abril deste ano, quando foi deflagrada a Operação Leão de Neméia.

Em coletiva de imprensa, realizada na manhã desta quarta-feira (21), na delegacia de Polícia Civil de Formiga, os delegados Tiago Veiga Ludwig e Danilo César Basílio falaram sobre o resultado final da operação.

Com muito esforço da equipe da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado, o indivíduo foi localizado em Divinópolis e conseguimos desmantelar essa organização criminosa. Apresentamos esse resultado positivo de que conseguimos retirar esses indivíduos da cidade de Formiga e de seu entorno”, destacou o delegado regional Tiago Veiga.

De acordo com o delegado Danilo César Basílio,  organização atuou por muito tempo na região de Formiga. “A operação foi deflagrada no dia 30 de abril com mais de 40 mandados de busca e, naquela data, infelizmente, o líder da organização conseguiu fugir um dia antes e, até então, permanecia foragido. A Polícia Civil se manteve empenhada e tivemos a informação onde esse líder poderia estar escondido. Fizemos vigilância em um prédio na cidade de Divinópolis e por volta das 14h dessa terça-feira, flagramos um veículo saindo desse prédio e realizamos acompanhamento”.

Segundo relatos do delegado, o indivíduo percebeu a presença da polícia e empreendeu fuga, realizando direção perigosa e colocando pessoas e veículos em risco. “Em determinado momento, o veículo do indivíduo colidiu contra a viatura da polícia e realizamos a prisão dele, finalizando essa operação”, explicou Danilo César

A operação foi dividida em três núcleos, juntamente com o apoio do Ministério Público. Todos os integrantes do núcleo principal já estão presos. Um segundo núcleo era composto dos responsáveis pela lavagem de capital, envolvendo alguns empresário e agiotas. Já os membros do terceiro núcleo são os traficantes das pontas, que recebiam as drogas.

Ainda de acordo com o delegado Danilo César, “O indivíduo contou com a ajuda de familiares e amigos no tempo em que esteve foragido.  Ele é natural de Ituiutaba e tinha atuação primária atualmente em Formiga e tinha ramificações grandes em Divinópolis, comarca em que é suspeito de ser o mandante de vários homicídios”.

A operação deflagrada em abril foi realizada em Formiga, Arcos, Campos Altos, Córrego Fundo e Pimenta, e contou com cerca de 200 policiais; 42 mandados de busca e 12 prisões efetivadas.

Segundo as investigações, estavam envolvidas ainda uma empresa de turismo do Mato Grosso, em uma cidade com divisa com a Bolívia, e uma empresa em Cuiabá, no seguimento de veículos de luxo.

 

Imprimir
Comentários