Jorge Sampaoli não deve ser o treinador do Atlético na próxima temporada, que se inicia já no fim deste mês.

Se uma reviravolta nos bastidores não acontecer, o treinador deixará o Galo após o fim do Campeonato Brasileiro.

Fontes ligadas ao técnico informaram que o argentino não deve seguir em Belo Horizonte. No entanto, ainda não é certo que seu destino será o Olympique Marseille, da França. É provável, mas ainda não está fechado e as “conversas e negociações continuam”.

O contrato entre Atlético e Sampaoli vai até o fim de 2021. A multa rescisória é de cerca de R$ 4 milhões. Existe, porém, a possibilidade de um acordo sem o pagamento do valor. Caso não ocorra um acerto nesse sentido, o Olympique deve bancar a rescisão. Isso se ele for para o clube francês.

Com a provável saída do argentino, o Atlético já trabalha nos bastidores para contratar o seu substituto, e três nomes estão na pauta da diretoria alvinegra, segundo apurou a reportagem: Renato Gaúcho, Cuca e Leonardo Jardim.

Renato Gaúcho

Desde 2016 no Grêmio, já foi sondado e chegou a ser o “plano A” do Atlético em caso de saída de Sampaoli, mas hoje já não parece o nome mais provável. Com um trabalho muito elogiado no Tricolor, Renato conquistou uma Copa do Brasil, uma Libertadores, uma Recopa Sul-Americana e um tricampeonato gaúcho no clube, entre outros títulos.

Internamente, o Grêmio acredita que a renovação irá acontecer. O vice-presidente do clube, Cláudio Oderich, inclusive já afirmou que existe desejo mútuo na sequência do trabalho do treinador no Tricolor. Além disso, o próprio Renato revelou em entrevista coletiva no último fim de semana que já conversou “bastante” com o presidente Romildo Bolzan para renovar seu contrato, e eles irão conversar mais após a final da Copa do Brasil. Vale destacar, aliás, que a temporada gremista terminará apenas em 7 de março, após a disputa da decisão da competição nacional.

Cuca

Um dos grandes treinadores da história do Atlético, Cuca não seguirá no Santos, onde fez um grande trabalho levando o time ao vice da Libertadores, na próxima temporada. Livre no mercado, ele está na mira do Galo, onde ganhou uma Libertadores e foi bicampeão mineiro. O comandante está na lista e é alvo, no entanto, ainda não foram abertas conversas nem negociações para o retorno do técnico.

Leonardo Jardim

Nascido na Venezuela, o treinador cresceu em Portugal e é conhecido pelo excelente trabalho que fez no Monaco. Pelo clube do Principado, ele conquistou a Ligue 1 em 2016/17, encerrando a hegemonia do Paris Saint-Germain no país. Jardim foi o comandante do único clube a vencer o PSG na França de 2012 pra cá. Além disso, fez também excelente campanha na Uefa Champions League. Não à toa, foi desejado por outros clubes europeus, como o Borussia Dortmund, da Alemanha, mas as negociações não avançaram.

Sem clube, tem caminho livre para fechar com o Atlético, que já iniciou as conversas com o staff do técnico. As negociações ainda estão em estágio inicial e Jardim é um nome que agrada muito nos bastidores alvinegros. No entanto, o Galo espera conseguir abaixar a alta pedida do treinador para vir ao Brasil.

A assessoria de imprensa do Galo afirmou que “o clube não confirma nem a saída de Sampaoli, muito menos as especulações de eventuais substitutos”.

Fonte: O Tempo Online

print
Comentários