Redação Últimas Notícias 

A campanha Outubro Rosa começa nesta segunda-feira (1º) em todo o país.  Em Formiga o lançamento da campanha ocorreu na terça-feira passada (25) na praça do CEU. Na ocasião foram oferecidas para as mulheres do município palestra sobre a saúde da mulher, coleta de preventivo e exercícios fisioterapêuticos. O evento foi realizado em parceria com o Unifor-MG

De acordo com a Secretaria de Saúde, outras ações serão realizadas durante o mês.

Neste ano, o mote da campanha é “Prevenir é um ato de coragem. Lute pelo que te faz feliz”. O objetivo é chamar a atenção das mulheres para o autocuidado, prevenção e exames de rotina.

O câncer de mama é o que mais causa morte entre as mulheres, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). O risco cresce, principalmente, após os 50 anos. Por isso, diagnóstico e tratamento precoce são essenciais para a cura.

Caminhão de mamografia

Em Formiga as mamografias estão sendo realizadas desde o dia 13 de agosto na unidade móvel de Mamografia.

A unidade está estacionada na praça São Vicente Férrer e ficará no município até o dia 1° de novembro. O exame pode ser agendado no Centro de Diagnóstico por Imagem, de 7h às 11h com apresentação do cartão do SUS e documentos pessoais.

O que é o câncer de mama?

O câncer é caracterizado pelo crescimento desordenado de células, determinando a formação de tumores malignos. O câncer de mama é o tipo que possui a maior incidência e a maior mortalidade na população feminina em todo o mundo, tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvidos. O diagnóstico precoce é essencial para se garantir a detecção da doença em seu estágio inicial, aumentando em mais de 90% o sucesso do tratamento.

Quais são os sintomas do câncer de mama?

Em estágios iniciais, o câncer de mama pode não apresentar sintomas, mas é muito importante ficar atenta a certos sinais: inchaço, pele enrugada ou com depressões, pele descamativa ao redor do mamilo, secreção espontânea e alterações no mamilo.

Fatores de risco

Não existe uma causa única para o câncer de mama e sim alguns fatores que podem aumentar o risco da doença, como:

  • Idade – as mulheres após os 50 anos são mais susceptíveis a desenvolver a doença;
  • Primeira menstruação antes dos 12 anos de idade e menopausa após 55;
  • Primeira gravidez após os 30 anos ou não ter tido filhos;
  • Fumar, consumo excessivo de álcool;
  • Sobrepeso ou obesidade;
  • Não praticar atividade física regularmente;
  • Exposição frequente a raios-X;
  • Histórico familiar de câncer de mama e/ou ovário em parentes de primeiro grau (mãe, irmã ou filha) que tenham tido a doença antes dos 50 anos;
  • Fazer uso de terapia de reposição hormonal pós-menopausa, principalmente se por tempo prolongado.

O que você pode fazer para reduzir os riscos

  • Ter uma alimentação saudável, ingerindo verduras, legumes, frutas, proteínas, carboidratos, cereais, além da ingestão de muito líquido;
  • Controlar seu peso;
  • Praticar exercícios físicos regularmente. Eles aliviam o estresse físico e emocional e melhoram o funcionamento do organismo.
  • Evitar o tabagismo e consumo excessivo de bebidas alcoólicas.
  • Esclarecer suas dúvidas coma equipe de saúde quanto às medidas preventivas e o acompanhamento de exames complementares e outros procedimentos necessários.

Você sabia? A amamentação é um fator que protege contra o câncer de mama.

A importância do diagnóstico precoce

O diagnóstico precoce aumenta as chances de sucesso do tratamento. Em relação à avaliação das mamas preconiza-se:

Mulheres de 40 a 49 anos – realização do exame clínico das mamas para todas as mulheres dessa faixa etária e realização de mamografia, se existir indicação da equipe de saúde.

Mulheres de 50 a 69 anos – realização do exame clínico das mamas e realização de mamografia de 2 em 2 anos, ou em intervalos menores na dependendo do resultado da mamografia anterior. Se você perceber alguma alteração na mama procure a equipe de saúde mais próxima da sua casa. Conhecer o seu corpo e se cuidar é muito importante!

Mulheres com elevado risco para câncer de mama (histórico familiar e/ou histórico pessoal de câncer de mama) – necessária avaliação e acompanhamento individualizado.

Fique ligada! As evidências científicas apontam que a realização de mamografias de rotina (rastreamento – exame realizado quando não há sinais/sintomas suspeitos de câncer de mama nem história familiar que justifique a investigação) fora da faixa etária de 50 a 69 anos expõe as mulheres à radiação desnecessária e pode, ainda, levar à intervenções/procedimentos que não trazem benefício à sua saúde.

IMPRIMIR