Da Redação

Durante a reunião de segunda-feira (20), o vereador Mauro César Alves de Souza, presidente da comissão especial nomeada pela Mesa Administrativa da Casa, para analisar problemas relacionados à iluminação pública na cidade, voltou a cobrar a presença do representante da empresa responsável pelo serviço, no Legislativo.

Desde o mês de maio, o vereador vem convocando o supervisor da empresa KPL Instalações Elétricas e Serviços, Diego Alexandre, que por várias vezes cancelou o compromisso agendado. Desta feita, mais uma vez não compareceu e nem se justificou, o que gerou denúncia em plenário, por parte do vereador Mauro César.

A maior dúvida que pairava sobre a questão, era se os pagamentos à empresa vinham sendo feitos pela Prefeitura, uma vez que os atrasos talvez pudessem ser usados como justificativa para a não prestação do serviço. Porém, após a denúncia e ainda no decorrer da reunião do Legislativo, que contou com a presença da equipe da Secretaria de Fazenda, o jornal teve acesso ao extrato comprovando os pagamentos feitos pela administração à KPL. Segundo o documento, não há pendências!

Portanto, com os valores quitados e a manutenção da cobrança da Taxa de Iluminação Pública nas contas da Cemig, sem que o serviço seja prestado a contento, cabe à administração tomar as providências administrativas para o cancelamento do contrato e ressarcimento ao município pelo gasto sem retorno. “Se a empresa não está prestando o serviço, e basta andar pelas ruas para constatar que não está, a população deve ser ressarcida pelo pagamento da taxa” disse o vereador Arnaldo Gontijo.

“Insisto em convocar o supervisor da empresa. Ele deve explicações à cidade. Se não estava disposto a ser questionado pelo serviço que não vem prestando, que não participasse de licitação para prestar serviço a uma administração municipal”, completou Mauro César.

print

Comentários