Os números de casos prováveis de dengue em Pará de Minas continuam crescendo e já passam de dois mil, conforme o Boletim Epidemiológico divulgado nessa quinta-feira (23) pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

O informe também apontou o registro de novos casos prováveis em Divinópolis e Formiga, que são 291 e 981, respectivamente. As cidades do Centro-Oeste de Minas registraram 5.161 casos prováveis de dengue, até o momento.

Em Pará de Minas, município com maior número de casos prováveis da doença da região, de janeiro até as duas primeiras semanas de abril, foram 2.162 casos prováveis da doença. Somente nas duas primeiras semanas deste mês, o município mais 196 novos casos prováveis da doença.

Óbitos

No boletim dessa quinta (23), não há novidades em relação a novos óbitos na região Centro-Oeste do Estado. Contudo, três municípios continuam com mortes por dengue em investigação, sendo Bom Despacho (1), Divinópolis (2) e Pará de Minas (1).

No início de março, a diretora da Vigilância em Saúde de Divinópolis, Janice Soares, explicou que duas mortes por dengue são investigadas na cidade.

Na data, ela disse que as vítimas são uma criança de 8 anos que morreu no dia 1º de março, e uma mulher de 34 anos, que faleceu no dia 24 de fevereiro. A diretora informou que as amostras de sangue foram colhidas e enviadas para análise da Fundação Ezequiel Dias (Funed) em Belo Horizonte.

Em fevereiro, a Prefeitura de Bom Despacho informou  que uma idosa de 85 anos estava com pneumonia em estado grave. Foi apurado que, em seguida, ela também contraiu dengue e morreu.

Em Minas Gerais, até o momento, foram registrados cinco óbitos em decorrência da doença nos municípios de Alfenas, Medina, Guaxupé, Itinga e Carneirinho. Há, ainda, 23 óbitos em investigação.

Fonte: G1

print
Comentários