Após duas derrotas seguidas na Série B do Campeonato Brasileiro, que fizeram o Cruzeiro se aproximar da parte de baixo da tabela, o time celeste busca a reabilitação diante do Vila Nova, nesta segunda-feira (1º), no estádio Independência, às 19h.

Com 39 pontos e em 14ª lugar, a equipe de Luxemburgo está a quatro pontos do Londrina, que ocupa a 17ª posição, no Z-4, e tem 35 pontos. De acordo com o Departamento de Matemática da UFMG, o time celeste tem 7,6% de chances de cair para a Série C. Já o Vila Nova ocupa décimo lugar, com 42 pontos e vive situação mais confortável na tabela.

Jogando em casa, com o apoio do seu torcedor, o Cruzeiro precisa reencontrar o caminho das vitórias e, assim, alcançar os 45 pontos, sacramentando a permanência na segunda divisão para a próxima temporada. A vaga no G-4, que durante todo o campeonato foi o objetivo maior do time, já não faz parte da realidade do clube.

Como chega o adversário?

A Raposa terá pela frente um adversário complicado. O Vila Nova não perde há oito rodadas, com quatro vitórias e quatro empates. O último tropeço foi no dia 17 de setembro, contra o Coritiba, no Couto Pereira, por 1 a 0. Além disso, o time de Goiás tem a segunda melhor campanha do returno: somou 23 pontos em 13 jogos, com seis vitórias, cinco empates e duas derrotas, com um aproveitamento inferior apenas ao do Coritiba, que lidera o campeonato.

Wellington Nem pode ser novidade entre os titulares

Para a partida desta segunda-feira (1º), o técnico Vanderlei Luxemburgo deve fazer ao menos duas mexidas em relação ao time que iniciou o jogo contra o Remo, na última rodada. Jean Victor, recuperado de um problema oftalmológico, pode assumir a lateral-esquerda no lugar do improvisado Felipe Augusto. Matheus Pereira, titular da posição, se recupera de fratura no cotovelo.

No ataque, Wellington Nem deve ser o escolhido para ocupar a vaga de Vitor Leque, que foi expulso contra o Remo e cumprirá suspensão. 

Cruzeiro precisa melhorar aproveitamento como mandante

Para eliminar qualquer “sombra” de rebaixamento para a Série C, uma vitória diante do Vila Nova é essencial. Além disso, o confronto será mais uma oportunidade para o Cruzeiro melhorar o seu aproveitamento jogando em casa, que atualmente é de 41,67%.

Em 16 jogos como mandante, o Cruzeiro somou apenas 20 pontos: são quatro vitórias, oito empates e quatro derrotas. Na Arena Independência, local onde a Raposa vem atuando desde a 26ª rodada, foi apenas um triunfo, contra o Brasil de Pelotas. As outras vitórias foram no Mineirão (Vasco e Confiança) e na Arena do Jacaré (Ponte Preta).

Até o final do Brasileirão, o time celeste ainda fará mais dois jogos em Belo Horizonte, contra Brusque e Náutico, além de três partidas como visitante, contra Londrina, Vitória e Sampaio Corrêa.

FICHA DO JOGO

CRUZEIRO

Fábio; Rômulo, Ramon, Eduardo Brock e Felipe Augusto (Jean Victor); Adriano, Lucas Ventura e Giovanni; Bruno José, Wellington Nem e Thiago. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VILA NOVA

Georgemy; Moacir, Rafael Donato, Renato e Willian Formiga; Pedro Bambu, Dudu e Arthur Rezende; Diego Tavares, Clayton e Alesson. Técnico: Hugo Magalhães

Motivo: 33ª rodada – Série B do Campeonato Brasileiro

Data: 01 de novembro de 2021, segunda-feira, às 19h

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas (PA)

Auxiliares: Marcio Gleidson e Helcio Araujo (ambos de PA)

VAR: Héber Roberto Lopes

Fonte: Itatiaia

print
Comentários