O Minas Tênis Clube afastou o central Maurício Souza, após declarações homofóbicas do jogador do time de vôlei masculino nas redes sociais. Em nota, clube confirmou ainda que ele foi multado e terá que se retratar publicamente de forma imediata.

Maurício foi afastado por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em uma reunião entre a diretoria do Minas e os patrocinadores do time de vôlei masculino (Fiat e Guerdau) nesta terça-feira (26).

Maurício Souza fez um comentário no Twitter há cerca de duas semanas sobre a DC Comics, após a editora ter lançado a história em quadrinhos sobre o filho de Clark Kent, o Super-Homem, que se assumiu bissexual.

“Hoje em dia o certo é errado e o errado é certo… Não se depender de mim. Se tem que escolher um lado eu fico do lado que eu acho certo! Fico com minhas crenças, valores e ideias. ‘Ah, é só um desenho, não é nada demais’. Vai nessa que vai ver onde vamos parar”, escreveu.

Nesta terça-feira, os patrocinadores do Minas já tinham se posicionado, em nota, contra a postura de Maurício Souza. O clube também soltou um comunicado repudiando as declarações do jogador.

Confira a íntegra da nota divulgada pelo Minas:

O presidente do Minas Tênis Clube, Ricardo Vieira Santiago, se reuniu com o atleta Maurício Souza esta tarde e lhe informou sobre o seu afastamento por tempo indeterminado do Fiat/Gerdau/Minas.

O atleta também recebeu uma multa e foi orientado a fazer uma retratação pública imediata.

O Minas Tênis Clube reforça que não aceita e não aceitará manifestações intolerantes de qualquer forma e que  intensificará campanhas internas em prol da diversidade, respeito e união, por serem causas importantes e alinhadas com os valores institucionais.

Fonte: Itatiaia

print
Comentários