Em Minas, oito pessoas já morreram por causa das chuvas nos últimos meses. Conforme balanço divulgado pela Defesa Civil Estadual neste domingo (29), a primeira morte em decorrência do período chuvoso aconteceu no dia 22 de outubro e, a mais recente, na véspera de Natal, dia 23 deste mês. 

A primeira vítima é um homem de 29 anos que morreu devido a uma descarga atmosférica em Januária, no Norte de Minas. Ele e a tia, de 68 anos, estavam sentados em uma banco na área de uma casa quando foram atingidos por um raio. A mulher sobreviveu.

Dois dias depois, no dia 24 de outubro, uma mulher de 46 anos foi atingida por um tronco de eucalipto às margens do rio Sapucaí, em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas, durante uma chuva de granizo e acabou morrendo. Um dia depois, a Defesa Civil também contabilizou como vítima do período chuvoso um homem de 50 anos que desapareceu perto de um córrego em Viçosa, na Zona da Mata, durante uma tempestade, após ser levado pela correnteza. Seu corpo foi encontrado depois.

Já no dia 2 de dezembro, o motorista de um aplicativo, de 36 anos, teve o carro arrastado por uma enxurrada em Sete Lagoas, na região Central de Minas. Seu corpo foi encontrado a 300 metros de distância do veículo. A passageira que ela levava, uma mulher de 60 anos, também morreu e teve o corpo localizado a 1,5 quilômetro de distância do carro.

Em Muriaé, na Zona da Mata, uma mulher de 41 anos também foi arrastada por uma enxurrada no centro da cidade, chegando a ficar submersa embaixo de um veículo no dia 6 deste mês. Ela chegou a ser socorrida por bombeiros e levada para o hospital, onde acabou morrendo no dia seguinte.

No dia 13 de dezembro, durante uma tempestade, vários carros foram arrastados por enxurrada em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um homem de 37 anos acabou ficando em cima de um carro, mas morreu após cair e ser arrastado pelas águas.

Na madrugada do último dia 23, uma mulher de 22 anos também foi arrastada pela enxurrada, desta vez, no Barreiro, em Belo Horizonte. Ela ficou parcialmente submersa pela correnteza e foi retirada da água ainda com vida, mas acabou não resistindo.

Estragos

Durante o período chuvosos, 17 cidades de Minas chegaram a decretar situação de emergência por conta dos estragos causados por inundações, enxurradas, alagamentos e chuvas de granizo. Outros 22 municípios também foram afetados pelas fortes chuvas, mas não chegaram a decretar situação de emergência.  

 

Fonte: Matéria do Hoje em Dia||https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/per%C3%ADodo-chuvoso-deixa-oito-mortos-em-minas-17-cidades-j%C3%A1-decretaram-situa%C3%A7%C3%A3o-de-emerg%C3%AAncia-1.764414
print
Comentários