Uma pesquisa realizada pela empresa norte-americana Buuteeq revelou que 88% dos hotéis brasileiros não têm sites otimizados para aparelhos móveis. Isso significa que as informações nessas páginas são difíceis ou até impossíveis de serem vistas pelo turista.
O resultado da pesquisa mostra que a hotelaria no país caminha na contramão das tendências tecnológicas para o setor. Atualmente, cerca de 25% dos acessos a sites de hotéis já são feitos por meio de aparelhos móveis.
?O que acontece quando um cliente entra em um site que não está otimizado? Segundo o Google, 40% procuram a página da concorrência?, disse Bryan Estep, vice presidente internacional de Buuteeq.
A pesquisa consultou sites de 620 hotéis em 250 cidades diferentes. Todas as regiões do país tiveram resultados parecidos, variando ao redor de 12% de páginas otimizadas para móveis. A exceção foi a região Norte, onde apenas 7% dos sites estavam adaptados.
?Os casos mais impressionantes são os de páginas feitas inteiramente em flash ?, disse Estep. ?O hóspede que entra em um site assim vê uma tela absolutamente sem nada. A maioria dos aparelhos móveis não abre as informações em flash. Esses negócios, claro, estão perdendo reservas?, concluiu.

Imprimir
Comentários