A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (15), uma operação para combater um esquema de fraudes contra a Caixa Econômica Federal, aplicado por uma quadrilha especializada de Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

Segundo as investigações, os criminosos utilizavam documentos falsos para a abertura de constas bancárias obtenção de empréstimos consignados irregulares junto à instituição financeira, em diversos municípios mineiros.

De acordo com o jornal O Tempo, os agentes cumprem três mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão em Uberlândia, além de bloqueios de contas bancárias e sequestro de veículos dos investigados. Uma das envolvidas já estava presa após ser flagrada com documentos falsos em uma agência da Caixa Econômica em Patrocínio, no Alto Paranaíba, quando tentava aplicar um novo golpe.

Ainda segundo as investigações, os suspeitos utilizavam documentações falsas em nome de pessoas que são beneficiárias do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Uma vez recebido o empréstimo irregular, os fraudadores realizavam o saque do dinheiro, e o real beneficiário do INSS seguia tendo as parcelas do empréstimo debitadas em seu benefício previdenciário.

De acordo com O Tempo, também foram identificados saques indevidos de FGTS efetivados pelos investigados. Se condenados, os presos poderão cumprir mais de 19 anos de reclusão.

IMPRIMIR

Fonte:

O Tempo