A Praça São Vicente Férrer ficou repleta de cor, música e gente no último sábado, dia 28. Em comemoração aos 150 anos de Formiga, a cidade recebeu o projeto ?Pintando ao Vivo?. Artistas formiguenses e convidados prestaram uma bonita homenagem a cidade e a seu povo, manifestando seu carinho, amor e compromisso através da arte.
Durante o evento, o público pode observar o artista durante a produção de sua obra e acompanhar o passo a passo do fazer, da concentração, da expressão e da fruição da obra de arte.
Na parte da manhã, músicos da Emmel se apresentaram junto aos artistas, com um repertório de músicas clássicas e eruditas.
De Formiga, participaram os artistas: Luísa Carvalho, Regina Albergaria, Luis Frade, Rodrigo Santos, Maxwell Cruz, Fátima Santos, Márcio Camargo, Andréa Mezêncio, Maurília Oliveira e Maria José Boaventura.
?Participar desse projeto me acrescentou coisas maravilhosas! Como diz o Padre Fábio de Melo, quando fazemos coisas que gostamos, viramos santos. Fui santo aquele dia!?, comentou a artista plástica Luísa Carvalho, que teve sua obra comercializada no final do evento.
O evento contou ainda com a participação de artistas que fazem parte do projeto em Belo Horizonte, como Paulo Buzzach, Thelma Quevedo, Iara Abreu, Luísa Drummond e também artistas de renome internacional, como Zezé Aum, Fernando Palma, Cristiano Coelho e Graça Pires. Os artistas Elaine Tassini e André Montalvão não puderem comparecer ao evento, mas mandaram obras para representá-los.
?Que a Arte deixada pelos artistas, canais de expressão do Criador, possa ficar eternizada na memória e coração de cada um?, comentou Maria José Boaventura. O ?Pintando ao Vivo? é idealizado pelo produtor de eventos Luiz Otávio Brandão e acontece a 20 anos em Belo Horizonte. As obras feitas durante o projeto estão expostas no Museu Histórico Francisco Fonseca.

print
Comentários