A Sétima Companhia de Polícia Militar de Meio Ambiente, por meio do Segundo Pelotão com sede em Formiga, compareceu nessa sexta-feira (4) ao município de Pedra do Indaiá.

O objetivo foi atender a um requerimento enviado pelo Ministério Público da Comarca de Santo Antônio do Monte e, juntamente com fiscais do IMA/Vigilância Sanitária, foram fiscalizados diversos empreendimentos de venda de carnes e derivados, bem como de abate clandestino no município.

As guarnições policiais fiscalizaram diversos empreendimentos relacionados a abate de suínos e bovinos, sendo constatado irregularidades nos locais, processamento e armazenamento das carnes oferecidas a venda pelos empreendimentos, evidenciando a circulação e o comércio irregulares de produtos de origem animal, bem como, a prática de abates de animais em matadouros clandestinos no município.

Diante da situação, foram lavrados seis autos de infração, com aplicação de multa, aos estabelecimentos onde foram encontradas irregularidades, resultando na apreensão de 284 quilos de carne que estavam expostas a venda, sem provas de origem, bem como, lacrados locais com atividade irregular, pelo IMA/Vigilância sanitária, por falta de regularização e padrões sanitários.

De acordo com a Polícia de Meio Ambiente os riscos provocados por práticas indevidas tanto no abate clandestino, quanto na comercialização dos produtos de origem animal afetam o meio ambiente, põe em risco a saúde dos consumidores e ocasionam o maus-tratos aos animais abatidos.

Fonte: Polícia Militar de Meio Ambiente

Imprimir
Comentários