Atendendo ao pedido da população de Brumadinho, nessa quinta-feira (31), a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) iniciou uma varredura na zona rural do município à procura de desaparecidos, após o rompimento da barragem B1 – Mina do Feijão na última sexta-feira passada (25). A ação conta com 400 policiais de 16 pelotões envolvidos.

O Comando de Operações em Áreas de Mananciais e Florestas (Comaf) é o responsável pela ação a pedido da comunidade atingida. Segundo o major Santiago, porta-voz da PM no centro de operações da força-tarefa, “além dos policiais do Comaf, estão presentes equipes especializadas em patrulhamento rural e a tropa da academia. Todos têm colaborado para fazermos a varredura”. 

 

Visita do Comandante Militar do Leste

Na manhã dessa quinta, o Posto de Comando (PC) das operações em Brumadinho recebeu a visita do general Walter Souza Braga Netto, comandante militar do Leste. Ele foi recepcionado pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, pelo chefe do Gabinete Militar do Governador e Coordenador de Defesa Civil do Estado, coronel Evandro Geraldo Ferreira Borges, e pelo comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Edgar Estevo da Silva.

O coordenador adjunto de Defesa Civil, tenente coronel Flávio Godinho, apresentou as atividades desenvolvidas no PC, que reúne representantes de várias agências envolvidas para coordenar e integrar as ações e operações na área dentro da metodologia Sistema de Comando de Operações (SCO).

O general Walter Souza Braga Netto ressaltou a importância do trabalho integrado entre as agências. “Isso demonstra a importância que o Governo Federal está dando para o evento. A presença de uma autoridade desse quilate evidencia que todos os esforços da União estão disponíveis para Minas Gerais, dentro da sua competência, para coordenar trabalhos de busca e salvamento na gestão integral do desastre”.

 

 

Fonte: Segov||

print

Comentários