Com forte tradição no futebol, no vôlei, basquete, judô e natação, o Estado de Minas Gerais, uma das principais potências esportivas no país, é repleto de esportistas de alto rendimento.

Nos últimos anos, outro esporte tem colocado Minas Gerais em destaque no cenário nacional foi o poker. De acordo com o site especializado PocketFives, os mineiros João Simão, Pedro Madeira e Peter Patrício estão entre os 15 melhores do país na modalidade online. Vamos conhecer cada um deles então.

João Simão

Ao lado do multicampeão André Akkari, o belo-horizontino João Simão é atualmente o grande nome do poker brasileiro. Para se ter uma ideia, Simão foi único competidor brasileiro a terminar entre os 50 melhores do mundo em 2018 no ranking da Global Player Index — importante ranking mundial que engloba todas as modalidades do poker.

Chegar ao topo não foi algo que aconteceu da noite para o dia com o mineiro e demorou uma década para ele finalmente conseguir vencer um grande no torneio no circuito e assim deslanchar na carreira.

“Eu passei dez anos para conseguir meu primeiro grande resultado. Até outro dia, a

migos profissionais falavam: está na cara que você é a bola da vez (…) E assim esperei anos achando que era a minha vez. E nada acontecia”, conta ele.

Em 2016, Simão teve uma temporada incrível e chegou a ser o número um do mundo no online e dominou o ranking brasileiro nos últimos anos. O que mais impressiona nele é o seu alto nível de regularidade em um esporte tão disputado, até mesmo em eventos ao vivo.

Em janeiro deste ano, o belo-horizontino competiu no Main Event do PokerStars Caribbean Adventure (PCA) 2019. Disputado nas Bahamas, o PCA é um dos maiores eventos desse esporte. Simão teve boa participação e foi o melhor brasileiro no evento principal.

Em recentes entrevistas, ele disse que em 2019 competirá em menos torneios e que vai tirar o pé do acelerador nos próximos meses. Segundo Simão, para seguir firme, ele precisa diminuir o ritmo destes últimos anos.

Pedro Madeira

Pedro Madeira é outro competidor mineiro com nível de regularidade acima da média no esporte das cartas. Segundo o PocketFives, atualmente ele é o 12º melhor competidor do Brasil nos feltros online.

Em 2015, Madeira chegou a ocupar a 20ª colocação no ranking mundial do PocketFives — feito que poucos brasileiros já conseguiram. Nesse mesmo ano, o mineiro conseguiu um grande resultado venceu um evento do Campeonato Mundial de Poker Online.

Nos últimos anos, ele vem se destacando nos feltros online da PokerStars. Em setembro do ano passado, por exemplo, Madeira superou mais de 500 competidores para vencer um torneio do circuito Bounty Builder — importante evento no cenário online.

Peter Patrício

Peter Patrício, conhecido como “Pitão”, compete em eventos online há dez anos e atualmente ocupa a 14ª posição no brasileiro do PocketFives. Seu currículo, recheado de bons resultados em eventos online, lhe credenciou a ser dos representantes de Minas Gerais na última edição do Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes (CBPE) — evento promovido pela CBTH que anualmente reúne as seleções estaduais.

Em 2018, Pitão conseguiu um importante resultado ao ser vice-campeão no Million Dollar Sunday, um dos eventos mais requisitados na modalidade. Vale destacar que o torneio foi muito acirrado e contou com 3.152 inscritos.

“É uma sensação indescritível (vencer um evento desse porte), pode parecer clichê, mas acho que só sabe quem ‘hita’ um torneio desse porte mesmo. Não é o dinheiro em si, é uma sensação de dever cumprido, uma parada bizarra, que te deixa preenchido, feliz mesmo”, disse o mineiro após o excelente resultado.

Importância dos três para o poker mineiro

Ter três competidores de Minas Gerais na prateira de cima do poker brasileiro e latino-americano é muito importante para o desenvolvimento do poker mineiro, pois incentiva novos praticantes a iniciarem uma nova carreira nesse esporte, que já ultrapassa a marca dos 8 milhões de praticantes no Brasil. Além disso, abre as portas para o Estado receber eventos de grande porte.

 

 

 

Fonte: Fonte: Agência de Notícias de Jaraguá do Sul||

print

Comentários