Agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial apreenderam uma carga avaliada em R$ 5 milhões de calçados falsificados produzidos na cidade de Nova Serrana.

De acordo com a Polícia Civil, o caminhão foi interceptado em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na sexta-feira (7).

Segundo o delegado Maurício Demétrio, titular da especializada, entre os calçados confeccionados estavam botas de cano curto, sapatos e tênis, a maioria femininos, mais fáceis de serem vendidos. O material seria vendido por ambulantes nas praças e feirinhas dos bairros de Campo Grande e Bangu, na zona oeste, e também no mercado popular da rua Uruguaiana, na região central do Rio de Janeiro.

Três pessoas foram presas e conduzidas até a delegacia onde foram autuadas pelo crime de violação de direito autoral. Este ano, a delegacia de crimes contra a propriedade imaterial já fez quatro grandes apreensões de produtos falsificados. Esse material, na maioria das vezes, é comprado por grupos de milicianos. Será instaurado um inquérito policial para apurar quem receberia o carregamento apreendido.

Produção

O centro-oeste de Minas é uma das regiões mais ricas do estado, com a economia voltada ao vestuário, calçados, pecuária leiteira e extração de cal. As principais indústrias instaladas na região relacionam-se aos setores de fabricação de roupas e de calçados, além do cultivo de grãos e pecuária. Nova Serrana é o maior polo industrial de calçados da América Latina.

IMPRIMIR

Fonte:

Destak News