Nessa sexta (30), a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu um suspeito, de 21 anos, e apreendeu materiais relacionados ao latrocínio que vitimou um homem, de 25, em Extrema, Sul de Minas.

O crime ocorreu no dia 19, no bairro Vila Rica, onde a vítima foi morta a facadas na quitinete dela. Ainda, os suspeitos teriam ateado fogo no local após o crime.

O preso é da cidade de Palmares, interior de Pernambuco, e o segundo investigado, um homem de 20 anos, da Bahia. Levantamentos indicam que o foragido, dois dias após o latrocínio, teria vendido um micro-ondas roubado da vítima e fugido para o estado baiano com o dinheiro, levando ainda uma caixa de som, também produto do crime.

O micro-ondas foi apreendido, nesta sexta-feira (30), em uma residência no bairro Rodeio. Já na residência do preso, foi localizado o celular da vítima, bem como as roupas utilizadas pelo investigado no dia do crime.

O preso foi encaminhado ao sistema prisional, e as investigações prosseguem para localização do segundo suspeito.

Fonte: Polícia Civil

print
Comentários