Uma reportagem exibida neste domingo (28) no Fantástico, programa da Rede Globo, revelou um esquema de venda de diplomas falsos em várias cidades do Brasil. Uma delas é Juiz de Fora, na Zona da Mata.
A Polícia Federal vai investigar a venda de diplomas falsos de curso superior da referida cidade. O repórter do Fantástico se encontrou com um ´vendedor´ em Juiz de Fora. Sem saber que estava sendo gravado ele garantiu documentação completa, com notas, freqüência e disciplinas supostamente cursadas.
Para entender o esquema o Fantástico encomendou um diploma de engenharia civil. O repórter precisou de apenas três dias para se formar engenheiro, um curso que leva, no mínimo, cinco anos.
?Será que não vai dar problema?? pergunta o repórter. ?Não, não vai. Nunca deu, não vai dar agora. Mas pode ficar tranquilo porque é quente.? , conclui o golpista.
Logo depois da entrega, o repórter do Fantástico se identifica e o vendedor sai correndo. O certificado de conclusão vendido pelo golpista é da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O repórter Giovani Antonio Grizotti virou bacharel em engenharia civil no dia 15 de junho de 2009.
De acordo com o delegado, a pena para quem compra ou vende documento falso varia de um a seis anos de prisão.

print
Comentários