Polícia Militar promove mudanças no 190

Em Formiga, até o momento, nenhum comunicado sobre as mudanças foram passadas para a corporação.

Em Formiga, até o momento, nenhum comunicado sobre as mudanças foram passadas para a corporação.

A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) está realizando uma série de mudanças no atendimento do número 190. O objetivo é que o cidadão, ao acionar a polícia, tenha um serviço mais humanizado e uma resposta mais rápida da sua demanda. A ação já faz parte da nova gestão da PM formada pelo comandante-geral, coronel Marco Antônio Badaró Bianchini, e pelo chefe do Estado Maior, coronel Marco Antônio Bicalho.
De acordo com o chefe do Centro Integrado de Comunicações Operacionais (CICOp) da PM, tenente-coronel Paulo Starick, a principal mudança será na filosofia do trabalho, saindo do quantitativo e passando para o qualitativo. ?Vamos continuar a atender bem, mas com muito mais humanização. A filosofia era de um call center, mas a ideia agora é deixar de tratar o solicitante como um cliente para atendê-lo como uma vítima que está pedindo socorro?, ressaltou.
Entre as principais mudanças, está a reconvocação de policias militares para trabalhar como atendentes. Além dos civis, que já trabalham no centro sob a supervisão de militares, os policiais vão cuidar das ocorrências mais complexas. ?Os civis sempre trabalharam muito bem. O atendimento era muito bom. O que está sendo feito é apenas uma melhoria para agilizar o serviço e facilitar o atendimento da ocorrência, já que o policial militar tem mais experiência nesses casos?, disse o tenente-coronel Starick. Em 2014, o 190 da Polícia Militar recebeu mais de 7 milhões de ligações e registrou apenas oito reclamações.

Em Formiga
Em contato com a assessoria de comunicação da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar, por meio do sargento Walisson Caputo, a informação é de que, até o momento, nenhum comunicado sobre essas mudanças foram passadas para a corporação.

Trotes
Os trotes são um dos principais problemas enfrentados nas chamadas do 190. Em média, o serviço recebe 20 mil ligações por dia, sendo que mais de cinco mil são ligações deste tipo. O chefe do Centro Integrado de Comunicações Operacionais da PM ressalta a importância de acionar o 190 somente nos casos de real necessidade e pede que os pais orientem seus filhos e amigos a usarem corretamente o número, pois os trotes podem colocar em risco a vida das pessoas que realmente precisam de atendimento.
?É muito importante essa conscientização das pessoas, das campanhas para alertar sobre o problema dos trotes. Mas, além disso, já estamos trabalhando em parceria com a Polícia Civil para tentar solucionar esse problema. Trote é um crime. Por isso a Polícia Militar está passando os números das pessoas que cometem este delito para que sejam identificadas e indiciadas para responderem sobre eles?, afirmou.
O 190 é um serviço de emergência da Polícia Militar de Minas Gerais, que o cidadão aciona de qualquer aparelho de telefone, fixo ou celular.

Veja as situações em que se deve acionar o 190 da Polícia Militar:
– Quando alguém foi vítima da ação de marginais;
– Quando alguém está em situação de risco;
– Para informar ação de marginais que esteja ocorrendo no momento ou em momento imediatamente anterior ao contato telefônico.
Para outras denúncias envolvendo ação de criminosos, disque 181.

print
Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Polícia Militar promove mudanças no 190

Em Formiga, até o momento, nenhum comunicado sobre as mudanças foram passadas para a corporação.

Em Formiga, até o momento, nenhum comunicado sobre as mudanças foram passadas para a corporação.

 

A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) está realizando uma série de mudanças no atendimento do número 190. O objetivo é que o cidadão, ao acionar a polícia, tenha um serviço mais humanizado e uma resposta mais rápida da sua demanda. A ação já faz parte da nova gestão da PM formada pelo comandante-geral, coronel Marco Antônio Badaró Bianchini, e pelo chefe do Estado Maior, coronel Marco Antônio Bicalho.

De acordo com o chefe do Centro Integrado de Comunicações Operacionais (CICOp) da PM, tenente-coronel Paulo Starick, a principal mudança será na filosofia do trabalho, saindo do quantitativo e passando para o qualitativo. “Vamos continuar a atender bem, mas com muito mais humanização. A filosofia era de um call center, mas a ideia agora é deixar de tratar o solicitante como um cliente para atendê-lo como uma vítima que está pedindo socorro”, ressaltou.

Entre as principais mudanças, está a reconvocação de policias militares para trabalhar como atendentes. Além dos civis, que já trabalham no centro sob a supervisão de militares, os policiais vão cuidar das ocorrências mais complexas. “Os civis sempre trabalharam muito bem. O atendimento era muito bom. O que está sendo feito é apenas uma melhoria para agilizar o serviço e facilitar o atendimento da ocorrência, já que o policial militar tem mais experiência nesses casos”, disse o tenente-coronel Starick. Em 2014, o 190 da Polícia Militar recebeu mais de 7 milhões de ligações e registrou apenas oito reclamações.

 

Em Formiga

Em contato com a assessoria de comunicação da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar, por meio do sargento Walisson Caputo, a informação é de que, até o momento, nenhum comunicado sobre essas mudanças foram passadas para a corporação.

 

Trotes

Os trotes são um dos principais problemas enfrentados nas chamadas do 190. Em média, o serviço recebe 20 mil ligações por dia, sendo que mais de cinco mil são ligações deste tipo. O chefe do Centro Integrado de Comunicações Operacionais da PM ressalta a importância de acionar o 190 somente nos casos de real necessidade e pede que os pais orientem seus filhos e amigos a usarem corretamente o número, pois os trotes podem colocar em risco a vida das pessoas que realmente precisam de atendimento.

“É muito importante essa conscientização das pessoas, das campanhas para alertar sobre o problema dos trotes. Mas, além disso, já estamos trabalhando em parceria com a Polícia Civil para tentar solucionar esse problema. Trote é um crime. Por isso a Polícia Militar está passando os números das pessoas que cometem este delito para que sejam identificadas e indiciadas para responderem sobre eles”, afirmou.

O 190 é um serviço de emergência da Polícia Militar de Minas Gerais, que o cidadão aciona de qualquer aparelho de telefone, fixo ou celular.

 

Veja as situações em que se deve acionar o 190 da Polícia Militar:

– Quando alguém foi vítima da ação de marginais;

– Quando alguém está em situação de risco;

– Para informar ação de marginais que esteja ocorrendo no momento ou em momento imediatamente anterior ao contato telefônico.

Para outras denúncias envolvendo ação de criminosos, disque 181.

Redação do Jornal Nova Imprensa Agência Minas

Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Últimas Notícias