O secretário-adjunto de Saúde, Marcelo Cabral, informou que a Polícia Militar recolheu 428 respiradores, que estavam parados em unidades de saúde de todo o estado. A informação foi repassada durante entrevista coletiva remota nesta terça (19). Desse total, segundo ele, 187 foram reparados e retornam aos locais de onde foram retirados. No Estado, foram confirmados 167 mortes pela COVID-19 no Estado e são 4.977 casos confirmados.

Marcelo Cabral afirmou que alguns desses respiradores estão sendo entregues pelo governador Romeu Zema e o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri.

De acordo com Marcelo Cabral, mantém-se a projeção do pico da COVID-19 para 9 de junho. O secretário, porém, não informou qual é a projeção de novos casos, mortes e números de pacientes que necessitarão de respiradores nessa data. “Teremos números pequenos de perdas e internações. O ideal é que não tivéssemos mortes. Não é possível fixar esses dados”, disse.

Há quase um mês do lançamento do programa Minas Consciente, o governo ainda não apresentou o número de municípios que estão seguindo os protocolos sanitários propostos. Juiz de Fora foi um dos municípios que aderiu. A cidade está atrás apenas de Belo Horizonte no número de casos (439) e mortes (16). Marcelo Cabral afirmou que o governo está atento ao município que faz divisa com o Rio de Janeiro, Estado onde é preocupante o número de mortes pela COVID-19.
Segundo Marcelo Cabral, uma das preocupações do governo é que as atividades sejam retomadas com responsabilidade, baseadas em evidências científicas e nos dados econômicos. “Não se trata de reabertura desordenada”, argumentou.

Matéria do Estado de Minas

Imprimir
Comentários