Durante o relançamento do projeto Bom na Escola, Bom de Bola, estiveram presentes o tenente-coronel Wagner Soares de Sant´Ana, comandante do 7° Batalhão de Polícia Militar, o coronel Zilton, representante da Fundação Guimarães Rosa, o ex-jogador profissional de futebol de campo Ivan Olivério Simões, o subcomandante e coordenador do projeto, major Júlio Teodoro dos Santos; o secretário do Formiga Esporte Clube (FEC), José Ronaldo da Silva (Zequinha Som), dentre outros convidados.
O projeto Bom na Escola, Bom de Bola teve início na década de 90, surgiu na equipe de futebol do Grêmio Esportivo Tiradentes, carinhosamente conhecida como Greminho. Naquela época, diante de alguns registros criminais envolvendo adolescentes, principalmente relacionados ao uso de drogas, pensou-se em agregar ao time de futebol condutas que incentivassem o aprendizado escolar e a formação sócio-familiar, por meio da união de esforços envolvendo escola, família e esporte.
Em meados de 1995, por idealização e proposta do então presidente do Grêmio Esportivo Tiradentes e do então subcomandante do 7° Batalhão de Polícia Militar, major Álvaro Antônio Nicolau, sendo prontamente apoiado pelos comandantes da época, coronel Oranício e coronel Belione, foi lançado o projeto, tendo como foco as crianças e adolescentes que pertenciam ao Grêmio Esportivo Tiradentes e que viviam em situação de vulnerabilidade social.
Uma década após o lançamento do projeto, ele foi remodelado, desta vez com a parceria da Fundação Guimarães Rosa, que tem atualmente como superintendente o coronel Álvaro Antônio Nicolau.
Atualmente, o projeto conta com o apoio de estabelecimentos de ensino do município de Bom Despacho, pois o fato de o participante estar matriculado na escola e com bom aproveitamento escolar é um dos requisitos para a inscrição e frequência do aluno no projeto.
Destaca-se ainda a participação efetiva da família, principalmente no acompanhamento dos treinos semanais, jogos e no rendimento escolar.
A Polícia Militar, por meio da 7ª Região e do 7° Batalhão de PM, tem o projeto como um instrumento adequado para incrementar a integração comunitária e proporcionar às crianças e adolescentes uma opção de esporte, lazer e cultura e, ao mesmo tempo, afastá-las de todo ambiente que propicie a iniciação à deliquência.

Participação ilustre
A fim de servir de exemplo e modelo para os atletas do futuro, o ex-jogador do Cruzeiro Esporte Clube, Ivan Olivério Simões, participou do evento de lançamento da edição de 2010 do projeto. Ivan Simões começou sua carreira como jogador de futebol nas escolinhas de base do Cruzeiro. Como profissional, atuou pelo clube celeste de 1987 a 1990 como meia-atacante e é detentor de um dos gols mais rápido do Mineirão, marcado aos 19 segundos. Ele já atuou em vários clubes profissionais do país e como treinador na categoria de base mirim do Cruzeiro.
Como forma de materializar a satisfação da instituição Polícia Militar pela presença de Ivan Simões no evento, o tenente-coronel Wagner Soares de Sant´Ana, ex-comandante da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar de Formiga, passou às mãos do ex-jogador um certificado de reconhecimento, por tudo que ele representou e representa para o esporte nacional. Da mesma forma, a Fundação Guimarães Rosa, com sede na capital mineira, também foi homenageada por ser parceira no projeto já por muitos anos.
Ao final do evento, foi disputada uma partida de futebol entre equipes do Bom na Escola, Bom de Bola e Cristalino, tendo o ex-jogador Ivan dado o pontapé inicial e entregue ao final da partida um troféu comemorativo aos 79 anos de existência do 7º batalhão à equipe vencedora.

Imprimir
Comentários