Um protesto em Ciudad del Este, no Paraguai, foi realizado na Ponte Internacional da Amizade, na fronteira com Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, nesta segunda-feira (16). Em determinados momentos, o trânsito perto da aduana paraguaia chegou a ser bloqueado totalmente.

A manifestação foi realizada por policiais paraguaios que protestaram contra a decisão do governo federal do Paraguai em dar poder de polícia ao Exército. Os policiais querem que o governo fortaleça a Polícia Nacional e exonere o Ministro do Interior.

O protesto foi convocado pela categoria após a morte de um policial durante a fuga do preso Jorge Samudio, conhecido como chefe de uma organização criminosa do país, de uma penitenciária de Assunção.

“Nessa fuga perdemos a vida de um excelente oficial de polícia, o comissário Félix Ferrari. Temos lamentado a morte de policiais pela inoperância das autoridades, de quem comanda o país. O próprio presidente e o Ministro do Interior que deveriam delegar, liderar e fazer com que a coisa funcione no país”, disse Jorge Duarte, suboficial superintendente em situação de retiro da Polícia Nacional.

O protesto começou na prefeitura de Ciudade del Este por volta das 8h e seguiu até a aduana paraguaia, onde foi encerrado por volta das 11h.

“Na fuga de Jorge Samudio cremos que rolou muito dinheiro para que isso ocorresse. Analisando todo o ocorrido, a gente acredita que isso foi preparado e perdemos uma vida. Então, nesse país não funciona a segurança. Não vamos atribuir toda a responsabilidade somente a polícia. As autoridades acima também precisam dar todas as condições para que as coisas ocorram bem”, concluiu Jorge Duarte.

Imprimir

Fonte:

G1