Se for para defender os interesses da população, os vereadores terão que defender a permanência dos médicos nos Programas de Saúde da Família (PSFs), pois, as enquetes feitas no portal Últimas Notícias e no site da Prefeitura confirmam que mais de 80% dos internautas concordam com a medida da Secretaria de Saúde para que os médicos cumpram a jornada de oito horas por dia, conforme foi estabelecido no edital do concurso público de 2007.
O resultado da enquete do nosso portal foi o seguinte: 81 % concordam plenamente, pois, quando fizeram o concurso, sabiam que a jornada era de 8 horas; 14 % concordam em partes e que não precisam cumprir essa jornada, mas desde que atendam à demanda dos postos de saúde; apenas 4 % não concordam, já que o salário realmente é incompatível com essa jornada.
No site da Prefeitura, a enquete ainda está em aberto, mas o resultado parcial confirma que 83 % acham a atitude da Secretaria de Saúde de implantar o cartão de ponto para os médico correta, todos os servidores têm que respeitar o estatuto; 14 % acham a atitude equivocada, os médicos devem ser tratados de maneira diferenciada e 3 % não conseguem entender a situação, ainda não têm opinião formada.
A enquete que está atualmente no portal Últimas Notícias também está relacionada ao assunto. O questionamento desta vez é sobre a atitude da Câmara Municipal de fazer a ?Operação Tartaruga?, ou seja, desacelerar a votação dos projetos do Executivo. O resultado parcial é o seguinte: a maioria (67 %) acha besteira, pois não é com protestos que se resolvem as coisas; 20 % concordam em partes, tem que pressionar, desde que se tenha resultados positivos e 13 % acham uma ótima idéia, se não pressionar não vai resolver.
A expectativa é de que haja consenso na reunião desta terça-feira (2), pois tem-se que apresentar alternativas para solucionar a questão, já que se for para atender aos interesses da população os médicos devem cumprir o horário, mas tem-se que olhar também os interesses dos médicos e da Secretaria de Saúde.

print
Comentários