Mais um ato democrático foi promovido nesta quarta e quinta-feira (dias 29 e 30) no bairro Areias Brancas. A comunidade foi convidada a se manifestar, por meio de votos, se quer a construção de um posto de saúde no lugar de uma quadra de esportes ou se quer a unidade de saúde em outro local.
A apuração dos votos foi feita nesta sexta-feira (31), às 9h, no plenário da Câmara Municipal. Os vereadores estudam o projeto de lei 084/2009 para colocá-lo em votação e a ideia de se fazer o plebiscito foi porque alguns legisladores são contra a demolição da quadra, a ponto de um deles pedir vistas ao projeto no dia que ele seria apreciado em plenário.
O resultado do plebiscito confirmou o que muitos já esperavam: os moradores querem o posto de saúde no lugar da quadra. Do total de 237 participantes, 186 (78,48%) votaram em sim para a pergunta: Você é favorável à demolição da quadra poliesportiva do bairro Areias Brancas para a construção de um posto de saúde?. Contrários a essa medida, apenas 49 votaram não, o que corresponde a 20,67%. Outras duas pessoas (0,84%) anularam o voto.
Agora, diante desse resultado, o projeto irá para a votação da Câmara na próxima segunda-feira (3), quanto termina o recesso parlamentar. Segundo o presidente do Legislativo, Reginaldo Henrique dos Santos (Dr. Reginaldo/PCdoB), agora os vereadores vão colocar sua posição, se concordam ou não com resultado do plebiscito. ?O que nós queremos colocar que o plebiscito é uma referência que vai pesar na votação da Câmara?, ressaltou.
Questionado sobre o resultado Dr. Reginaldo respondeu: ?Eu acho que o resultado já era esperado, porque a população está carente de saúde e, de certa forma, a quadra, vamos colocar assim, não está tendo o cuidado do serviço público, não tem um guarda, está precisando de reformas, tem sido ponto de marginais, de maconheiros, é isso que o bairro colocou para a Câmara. Então o pessoal entende que a substituição da quadra por um posto de saúde resolveria o problema. Particularmente eu acho que não […] Eu acredito que seja um projeto bastante equivocado do Executivo […] A população votou e nós temos que entender que democracia é isso?, enfatiza.
Presentes na apuração, alguns vereadores se manifestaram. Edmar Ferreira/PT se declarou a favor do resultado e salientou: ?Eu fui um dos que pedi aqui na reunião que houvesse esse plebiscito e gostaria que, agora, pelo que eu estou vendo aqui, 49 disse não. Agora a favor tem muito mais. Que o prefeito possa cumprir aquilo que prometeu, que seja feito lá na quadra?.
Moacir Ribeiro/PMDB, que pediu vistas ao projeto, declarou ?eu inicialmente era contra totalmente à demolição da quadra, mas como eu sou a voz do povo nesta casa, represento o povo, eu vou votar de acordo com a vontade do povo em plebiscito […]. Fico triste de ver aquela quadra sendo demolida, mas vão construir um posto de saúde, o povo votou a favor e quer que desmanche a quadra para fazer?.
Procurado para falar sobre o resultado da votação, o chefe de Gabinete, Sheldon Almeida, ressaltou que o interesse do Executivo em construir o posto no lugar da quadra foi depois que houve uma audiência com os moradores e eles manifestaram esse desejo. Assim, fizeram o projeto e mandaram para a Câmara, pois depende da aprovação dos vereadores. O Legislativo decidiu fazer outra audiência e, mesmo com a maioria das pessoas a favor do projeto, decidiu-se fazer o plebiscito, que evidenciou a vontade dos moradores.
Sobre as especulações de que o posto poderia ser construído em parte da praça, mantendo-se a quadra, Sheldon Almeida disse que não teria conversado sobre o assunto com o prefeito. Aluísio Veloso não foi encontrado na manhã desta sexta-feira (31) para se manifestar.

print
Comentários