Redação Últimas Notícias 

Nos últimos dias circulou nas redes sociais de moradores de Formiga e região, um vídeo em que um suposto morador de Córrego Fundo aferiu a quantidade de combustível adquirido no posto de combustíveis da Prodoeste em Formiga, popularmente conhecido como Posto Santa Cruz.

Na filmagem, o denunciante afirma ter comprado 15 litros de combustível (registrados na bomba), e os aferido em um galão de propriedade dele, quando constatou a falta de mais de um litro de combustível.

Segundo apurado pelo Últimas Notícias , os galões para aferição de bomba são de 20 litros e homologados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia  (Inmetro).

Diante da repercussão do caso, a direção do posto solicitou a vistoria da bomba, realizada pela empresa MS Manutenção Técnica Ltda, que, conforme laudo assinado por Marcelo Alcântara Silva, está em conformidade com os requisitos técnicos exigidos pelo Inmetro (confira o laudo abaixo).

A Prodoeste também se pronunciou, por meio de nota, desmentindo o contido no vídeo veiculado neste final de semana, comprovou que a bomba citada está devidamente selada e aferida pelo Inmetro e informou que todas as medidas comprovando a lisura do serviço foram tomadas e assim, desmentida a “fake news”.

As providências judiciais cabíveis, também serão tomadas, informou a Prodoeste.

Confira a nota da Prodoeste:

 

Confira o laudo de vistoria da bomba de combustíveis citada na falsa denúncia:

Imprimir
Comentários