Da redação

O Centro de Artes e Esportes Unificados (Ceus), localizado no bairro Novo Horizonte, será inaugurado na próxima terça-feira (27),  segundo informou a Secretaria de Comunicação.

O espaço receberá o nome do radialista Aureliano Landico Pinto, que faleceu em julho do ano passado.

Foram investidos cerca de R$2 milhões na obra, que teve início em 2012 e foi implantada com recursos do Orçamento Geral da União (OGU), na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

A conclusão dos trabalhos estava prevista para maio de 2014, o que não ocorreu. Em agosto do mesmo ano (2014), a Câmara Municipal de Formiga recebeu correspondência assinada pelo diretor de Programas Especiais de Infraestrutura Cultural, do Ministério da Cultura, Germano Andrade Ladeira, solicitando ao Legislativo que verificasse o andamento das obras e a efetiva aplicação das verbas encaminhadas para o município.

A fiscalização foi feita e à época, os vereadores Arnaldo Gontijo e Luciano Duque estiveram no local, juntamente com o então secretário Executivo da Defesa Civil e diretor do Setor de Fiscalização, José Lopes do Couto e encontraram salas arrombadas e danificadas, além de constatarem o roubo de equipamentos de proteção de incêndio, material elétrico.

Já em janeiro de 2015, Arnaldo entrou em contato com a empresa responsável pela obra, a J Freitas, que havia dado como concluídos seus trabalhos ainda dentro do segundo prazo estipulado (fim de 2014). Nesta ocasião, a empresa reclamou com o vereador que não poderia receber o restante do pagamento, enquanto a Prefeitura não assumisse a praça e concluísse alguns serviços previstos no projeto e que eram da responsabilidade do município.

Em julho deste ano uma equipe do portal Últimas Notícias esteve no Ceus e encontrou o local em situação de total abandono, sujeito à ação de vândalos. Na época da denúncia a Prefeitura informou o seguinte: “A obra em questão tem contado com dois vigias (um durante o dia e outro durante a noite). Neste ano, chegou a ser escolhida uma empresa para fazer os últimos serviços no local antes da inauguração. Porém, a empresa desistiu de realizar o trabalho”.

O que foi projetado

A Praça do Ceus é um equipamento público estruturado para integrar atividades e serviços culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital.

Naquele local foi construído: sala de cinema de 60 lugares, telecentro, biblioteca, salas multiuso e Centro de Referência em Assistência Social (Cras), pista de skate, jogos de mesa, espaço criança, quadra coberta, equipamentos de ginástica, kit básico esportivo e pista de caminhada.

O homenageado

Aureliano Landico Pinto nasceu no dia 18 de abril de 1941. Filho de Orácio José Pinto e Maria Luíza de Castro mais conhecida como “Dona Zoca”, Landico. Casou-se com Maria Célia com quem teve quatro filhos, seis netos, quatro bisnetos e três noras.

O radialista  iniciou sua carreira em 1956, aos 25 anos na Rádio Propaganda Municipal, em seguida, trabalhou na Rádio Difusora onde ficou por mais de 37 anos.

Landico apresentava um programa matutino na Rádio Divinal FM e aos sábados, ele animava o público na Feira Livre, no Terminal Rodoviário, além de animar festas agropecuárias.

O radialista faleceu julho de 2015, aos 74 anos.

(foto: Glaudson Rodrigues)

IMPRIMIR