O prazo para legalizar gratuitamente armas não registradas junto à Polícia Federal termina às 18h desta quarta-feira (31). Não são necessários teste prático de tiro ou avaliação psicológica. A partir de janeiro, a emissão do registro custará cerca de R$ 60, mais os custos dos testes e avaliações, que serão obrigatórios.
O registro de armas de fogo de uso permitido pode ser solicitado pela internet. O pretendente deve apresentar, em qualquer unidade da PF, o original e uma cópia da cédula de identidade e comprovante de residência física, original e cópia da nota fiscal de compra ou comprovação de origem da arma e o formulário expedido pela internet, já preenchido.
Armas de fogo registradas ou não registradas, de qualquer calibre e procedência, podem ser entregues à Polícia Federal, mediante recibo e indenização que varia de R$ 100 a R$ 300.
A campanha começou em agosto. De acordo com dados do ministério da Justiça, a Polícia Federal renovou o cadastro de 107.892 armas, registrou 21.292 novas armas de fogo, legalizou 56.415 e recebeu 16.310 unidades, entregues voluntariamente pelos proprietários.

print
Comentários