Persistem as reclamações de parte dos moradores da comunidade rural de Fazenda Velha em Formiga sobre a precariedade das estradas daquela região.

Problemas que no fim de semana passado foram registrados, por meio de fotos, por Marcos Antônio de Faria, conhecido como Marquinho do Bar dos Amigos, morador da Fazenda Velha que precisou auxiliar um amigo que ficou com o carro preso em um mata-burro da comunidade.

“O incidente ocorreu próximo a Borracharia do Gaspar e não foi a primeira vez. Arrumaram uma parte da estrada e deixaram o resto, e o resultado é que muitos moradores estão sendo prejudicados. Até mesmo os entregadores estão se negando a vir até a comunidade com medo de terem seus veículos danificados nos mata-burros. No final de semana passado, o carro do Ruela (funcionário do Saae), ficou preso no mata-burro por falta de cuidados da administração”, comentou Marquinho, dando detalhes do caso.

O morador explicou ainda, que diante da precariedade dos acessos, o povo da região tem adquirido o material (cascalho, ou fundo de pedreira) para que as máquinas da prefeitura os esparrame. “Isto foi feito em grande parte das estradas rurais daqui, mas aqui nem mesmo após reunião com membros da administração, em que alguns moradores chegaram a propor o pagamento de sacos de cimento para a construção de mata-burros novos, a Prefeitura, se propôs a fazer o que é necessário e de sua obrigação”, disse.

Cascalho ou fundo de pedreira adquirido por moradores para melhorar as condições das estradas

Situação de um dos mata-burros da Fazenda Velha

Marcos acredita que a “má vontade” para resolver os problemas da comunidade é devido a problemas que ele teve com a administração no fim de 2014. “O Moacir era meu amigo, mas depois do acidente que matou meu sobrinho, que ficou durante muitas horas sem atendimento no PAM e na Santa Casa, eu denunciei o caso e a administração passou a me ‘perseguir’, o que agora já está prejudicando até os amigos do prefeito daqui da comunidade”, encerrou o comerciante.

print

Comentários