Redação Últimas Notícias 

O prefeito de Arcos, Denilson Teixeira sancionou na semana passada, a lei que reduz  subsídios do Executivo.  O anuncio foi feito nesta segunda-feira (3) durante coletiva de imprensa.

O projeto de lei foi aprovado por unanimidade pelos vereadores no dia 27 de maio. A redução será de  50%  para o chefe do Executivo e 20% para o vice-prefeito e secretários municipais. O reajuste  passa a valer em 2020.

Os valores ficaram definidos da seguinte forma: o salário para o cargo de prefeito, segundo Portal da Transparência da Prefeitura, é de R$24.224,41. A partir da próxima legislatura, o valor pago será de R$12.112,20. O subsídio do vice-prefeito  que é de R$ 6.458,90 passará para R$5.167,12.

De acordo com a Secretaria de Comunicação da cidade, “o prefeito entende que neste momento em que a sociedade pede o sacrifício dos políticos é importante atender o clamor popular e seguir administrando a Prefeitura com responsabilidade e honestidade”.

Legislativo

No dia 27 também foi aprovado pela Câmara a redução de 80% do subsídio dos vereadores. Atualmente, os vereadores recebem a quantia de R$6.149,21. Com a aprovação do projeto de lei,  os parlamentares que ingressarem no Legislativo no próximo ano irão receber a quantia de R$ R$1.229,84.

Os projetos 001/2019 e 002/2019 deram entrada no Legislativo em fevereiro, mas só foram votados em maio devido o tempo necessário para que fossem feitas as análises das várias emendas anexadas nas duas propostas.

 

 

 

 

print
Comentários