A Comissão Processante da CPI da Comunicação, composta pelos vereadores José Geraldo da Cunha (Cabo Cunha/PMN), Rosimeire Ribeiro de Mendonça (Meirinha/PMDB) (relatora) e Edmar Ferreira/PT (membro), além do advogado do Legislativo, Onofre José de Moura, se reuniu na manhã desta terça-feira (27) para colher o depoimento do prefeito Aluísio Veloso/PT, porém, o chefe do Executivo não compareceu ao encontro.
De acordo com a ata da reunião, ?ausente o prefeito Aluísio Veloso da Cunha, sem apresentar justificativa, a comissão processante desiste da oitiva do mesmo, tendo em vista, que embora intimado por duas vezes, a primeira justificada por apresentação de atestado médico [no dia 21 deste mês], a segunda intimação, sem justificativa, não compareceu. Ausente a médica relatora do atestado médico, Angélica Nogueira Rodrigues, embora intimada não compareceu, ficando a mesma também dispensada de prestar depoimento?.
Sem mais provas a produzir, a comissão encerrou a oitiva das testemunhas e determinou que o processo fosse encaminhado ao prefeito Aluísio Veloso para que ele tome conhecimento do conteúdo e se justifique por escrito no prazo de cinco dias a partir da data do recebimento da intimação.
Cabo Cunha explicou os próximos passos da Comissão Processante: ?Em seguida, a Meirinha e o Edmar Ferreira darão os seus pareceres. Eu já dei o meu parecer e, na minha opinião, não há motivos para a cassação do prefeito. No próximo passo, independente dos pareceres dos dois vereadores, o assunto irá para a apreciação do plenário?,
Na quinta-feira (22), a Comissão Processante colheu depoimentos de cinco testemunhas de defesa do prefeito. Estiveram presentes o assessor jurídico da Prefeitura, Carlos Henrique Vespúcio; o ex-funcionário da Secretaria de Comunicação, Welerson Andrade; Luciana Alves, que era responsável pelo setor de Licitação da Prefeitura de 2005 até janeiro deste ano; o ex-secretário de Comunicação, Túlio Fonseca e a ex-candidata a prefeita pelo PT, Joice Alvarenga.

Imprimir
Comentários