O avanço na vacinação, a queda no número de mortes e a conquista de dias seguidos sem nenhum caso confirmado de Covid-19 permitiram que o Governo Municipal cogitasse a promoção do Carnaval em 2022, como forma de promover o lazer e, principalmente, de fomentar a economia, em apoio aos comerciantes locais. Mas o momento instável pandêmico fez com que a Prefeitura recuasse, optando pelo cancelamento da festa.

O prefeito de Arcos, professor Claudenir José de Melo-Baiano, fundamentou a decisão no cuidado com a população, e também para não correr risco de retrocesso em importantes avanços alcançados. “O Carnaval é a maior festa do país e, portanto, a maior possibilidade de concentração de pessoas. Vamos deixar a realização da festa para 2023, querendo Deus em circunstâncias favoráveis e seguras para nossa população e visitantes”, assegurou.

Arcos avança no enfrentamento à pandemia

O Governo Municipal, gestão 2021-2024, trabalha muito para que a cidade mantenha os bons índices no enfrentamento à pandemia da Covid-19.

O trabalho extremamente responsável desenvolvido nesta gestão já possibilitou que as escolas voltassem a funcionar a contento; indústrias e comércios seguissem em atividade; cultura, esporte e lazer fossem retomados, respeitando todas as medidas de contenção à doença. Por isso a preocupação do Governo em retardar o Carnaval para não perder todos os avanços que a cidade já alcançou.

REFERÊNCIA NO TRATAMENTO DA COVID

Desde o início deste ano, o Governo Municipal tem caminhado junto com a população, apoiando o cidadão e a cidadã arcoenses nos momentos mais difíceis da pandemia. A primeira ação foi a centralização de todos atendimentos de Covid-19 no Hospital de Campanha, no prédio da Fumusa. Em seguida, a implantação do Ambulatório, da Enfermaria e da tão sonhada UTI para atendimento das pessoas infectadas pela Covid-19 em parceria com a Santa Casa, vereadores e população.

A Prefeitura também passou a distribuir cestas completas de alimentos não perecíveis, frutas e verduras a todos os estudantes da Rede Municipal; retomou a entrega do programa ‘Cesta Verde’; e colocou o Lactário e Padaria municipais para funcionarem novamente, assim, as famílias carentes da cidade voltaram a receber pão e leite gratuitos oferecidos pelo Município.

Durante a pandemia, este Governo ofertou mais de 10 horas de aulas virtuais para os alunos. No ano passado, os estudantes tinham menos de 1h de aula por semana.

Fonte: Portal Arcos

print
Comentários