Uma portaria que regulamenta o serviço especial de transporte para espectadores e voluntários dos jogos da Copa das Confederações 2013, que acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho, foi publicada na edição desta quarta-feira (15) do Diário Oficial do Município (DOM) de Belo Horizonte.
A medida cumpre uma das exigências da FIFA, após a cláusula 22.6 ser acrescentada no Contrato de Cidade Sede, que determina que a Prefeitura de Belo Horizonte deva assegurar o fornecimento de transporte público a quem tiver ingresso e voluntários dos jogos da competição.
Outra coisa determinada pela portaria é que o órgão que instituirá o serviço será a BHTrans. Os veículos serão cedidos através de licitação dos serviços de concessionárias de transporte coletivo. A portaria propõe que será necessária frota de 300 ônibus (todos equipados com elevador destinado a deficientes) para torcedores que assistirão aos jogos, com previsão de 900 a 1200 viagens.
O gasto total previsto é de R$120 mil, com o custo diário de cada ônibus estabelecido em R$405. Como acontecerão três jogos da competição na capital mineira, o gasto será de aproximadamente R$360 mil. Durante conferência telefônica, na tarde desta quarta (15), o diretor de desenvolvimento e implantação de projetos da BHTrans, Daniel Marx Couto, explicou que foram convocados 300 ônibus às concessionárias, porém, só será paga pelo que for gasto.
Pagaremos o salário do motorista, o combustível, os desgastes dos veículos, mas somente do número que realmente for utilizado, explicou. Segundo ele, a expectativa de usuários do serviço é de entre 20 e 30 mil pessoas. Os torcedores não avisam como vão se deslocar para o jogo, mas estamos disponibilizando ônibus para suprir a necessidade máxima, disse. Acredita-se que cerca de 1/3 dos torcedores irão optar pelo serviço especial de transporte.
Ficou estabelecido que os espectadores do jogo poderão utilizar o serviço apenas apresentando o ingresso do jogo na hora do embarque. Os veículos contarão apenas com um motorista, sendo que um despachante será designado para administrar cada 10 coletivos.
Os embarques acontecerão em cinco Terminais Copa, de onde sairão os ônibus especiais. Eles ficarão na Savassi, no Centro, próximo à praça Floriano Peixoto, próximo ao Minas Shopping e no Barreiro. Nas proximidades do estádio Mineirão, um na avenida presidente Carlos Luz, a Catalão, e outro na avenida coronel Dias Bicalho, que serão os pontos de desembarque e retorno dos torcedores.
Os embarques terão início quatro horas antes do jogo, sendo que durante o tempo das partidas também haverá veículos disponíveis para viagens esporádicas. Já o retorno acontecerá nas duas horas após o fim da partida.
Quando questionado sobre o problema de engarrafamento ocorrido no dia jogo entre Brasil e Chile, ocorrido no Mineirão, Couto alega que o problema é nas vias mistas. Lá tem pessoas que não estão indo para o jogo e aí engarrafa mesmo. Por isso orientamos quem for ao jogo a utilizar o serviço especial. Da Savassi ao estádio, no dia do jogo contra o Chile, os ônibus especiais gastaram 30 minutos até o estádio, passando pelas pistas exclusivas, lembrou o diretor. Os Terminais Copa estão em locais onde existe grande disponibilidade de estacionamento. Pode valer a pena, pela segurança de chegar a tempo, deixar o carro e ir nos ônibus, finalizou.
Voluntários
Já as pessoas que fizerem trabalhos voluntários durante os jogos, receberão um cartão BHBUS Voluntariado Copa, que será utilizado nas linhas convencionais do transporte público após validação eletrônica. Eles terão validade entre os dias 17 de maio e 04 de julho, já que os voluntários já estarão trabalhando na preparação dos jogos.
Serão produzidos 2.242 cartões, sendo 1 mil para voluntários do município, 827 para trabalhadores da FIFA, 365 de voluntários folguistas (que substituirão voluntários de folga) e 50 cartões de contingência. Os cartões terão um limite de seis validações diárias e 60 mensais. Excepcionalmente nos dias dos jogos, os voluntários também poderão utilizar o serviço especial de transporte, apresentando o cartão BHBUS Voluntariado Copa. O gasto com os trabalhadores da Copa das Confederações chegarão a R$903.974,40.

Imprimir
Comentários