A Prefeitura de Divinópolis assinou, nessa terça-feira (26), um contrato com a Secretaria de Aviação Civil (SAC) no valor de R$ 6 milhões para a compra de equipamentos para o Aeroporto Brigadeiro Cabral.

Apesar disso, a retomada dos voos comerciais na cidade, que estão suspensos há pouco mais de dois anos, continua incerta. O secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Rafael Nogueira, disse que a retomada dos voos depende das adequações.

“A previsão de uma retomada fica um pouco complicado porque dependemos de licitação, do fornecimento destes equipamentos. Por isso, neste momento, não temos como precisar um retorno. Tentaremos isso na maior brevidade possível”, disse.

De acordo com a Prefeitura, o recurso será aplicado principalmente na compra de equipamentos para voos noturnos. Além disso, será feita a instalação de uma unidade do Corpo de Bombeiros dentro do terminal aeroportuário.

“Os equipamentos que vamos adquirir e a reforma que vamos fazer é principalmente para garantir e melhorar a segurança do Aeroporto, dos voos noturnos”, acrescentou o secretário.

Rafael afirmou que o aeroporto está apto para receber voos diurnos. Para que haja autorização das forças de segurança para retomada dos voos comerciais, no entanto, é necessário preparar o terminal para voos noturnos.

Plano de melhorias

Um plano de melhorias para o Aeroporto Brigadeiro Cabral em Divinópolis está em discussão entre a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e a Prefeitura desde janeiro deste ano.

Em nota, a Infraero, que está à frente da gestão do aeroporto desde junho de 2019, disse que uma primeira versão do plano de melhorias foi entregue à Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) em dezembro do ano passado, e desde então os ajustes estão sendo discutidos.

“A secretaria recomendou que ajustes fossem feitos. Desta forma, a documentação final será entregue até o fim de janeiro, quando deverá ser celebrado o Termo de Compromisso para viabilizar as adequações, que ficarão sob responsabilidade da Prefeitura. Posteriormente, o terminal poderá reiniciar as operações de voos regulares”, diz a nota.

Obras no aeroporto

Próximo à pista de pouso e decolagem das aeronaves foi construída a Estação Meteorológica de superfície, que possibilita aos pilotos receberem de forma automática as orientações das condições meteorológicas do aeroporto em tempo real – medida que garante mais segurança nas operações.

Foram feitas obras de melhoria na infraestrutura do saguão, salas de embarque e demais dispositivos necessários às operações de embarque de passageiros. Segundo a Prefeitura, parte das obras foram viabilizadas pela Infraero e outra parte pelo município, conforme contrato de parceria.

Nogueira destacou também que a Prefeitura gasta, em média, R$ 70 mil por mês com a manutenção do espaço e despesas com funcionários.

“Nós temos o custo da Infraero e o custo por termos contratado uma empresa a parte, para segurança, limpeza e manutenção do aeroporto. A Infraero nos custa R$ 42 mil mensais e essa empresa nos custa R$ 37 mil mensais. A Infraero é até um valor maior, mas como está sem os voos comerciais, ela está nos fazendo um valor abaixo”, finalizou Nogueira.

Voos suspensos

O aeroporto está com os voos comerciais suspensos desde março de 2018, quando a Socicam, empresa que administrava o local, deixou a gerência da área devido a uma dívida de R$ 2,664 milhões, referente a 18 meses de repasses que ficaram pendentes da administração anterior.

Na ocasião, a Prefeitura informou que pretendia reajustar o aluguel de hangares do aeroporto para levantar recursos e assim manter os voos comerciais em atividade. Três dias depois, a Azul Linhas Aéreas anunciou que suspenderia os voos comerciais no aeroporto da cidade devido à dívida do município com a Socicam.

Depois do ocorrido, o aeroporto passou por fiscalização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que orientou ao município readequar alguns dos equipamentos do terminal. Dentre as adequações, foi pedida a construção da estação meteorológica.

Fonte: G1

Imprimir
Comentários