A Prefeitura de Divinópolis afirmou nessa quinta-feira (11), que 162 pacientes que fazem tratamento de câncer e leucemia ficarão sem medicamentos a partir do mês de maio. Conforme o Executivo, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) não realizará o repasse dos medicamentos Mesilato de Imatinibe e Trastuzumabe, devido à falta de estoque. A SES-MG, por sua vez, afirmou ao portal G1 que não tem recebido o medicamento do Ministério da Saúde, que respondeu em nota.

A Prefeitura de Divinópolis afirmou que, caso os medicamentos não sejam entregues pelo Estado, o município precisará abrir uma licitação – o que demoraria pelo menos seis meses.

A SES-MG afirmou que não fornece medicamentos contra o câncer diretamente à população e que está desabastecida do medicamento Mesilato de Imatinibe (100g e 400g) e aguarda a entrega do Ministério da Saúde.

Quanto ao Trastuzumabe, a SES-MG afirmou que o item foi distribuído para atendimento parcial no início da semana devido ao estoque reduzido e que também aguarda a entrega do medicamento por parte do Ministério da Saúde.

O Ministério da Saúde afirmou que a empresa responsável pelo medicamento Imatinibe tem até o dia 21 de abril para realizar a entrega do produto aos estados.

Quanto ao Trastuzumabe, a pasta afirmou que o processo de aquisição foi finalizado nesta quinta-feira e que a contratação já foi solicitada ao distribuidor. Afirmou ainda que espera que a distribuição ocorra até o início de maio.

 

 

Fonte: G1||

Imprimir

Comentários