Enquanto se avolumam as reclamações em redes sociais e denúncias feitas a órgãos de imprensa e vereadores sobre a dificuldade enfrentada pela população que precisa fazer exames pela rede pública de saúde em Formiga, a Prefeitura garante que as empresas que prestavam o serviço para a realização de exames laboratoriais não quiseram renovar contrato com a administração por falta de demanda.

 

Na semana passada, todos os equipamentos usados para realizar os exames que estavam na sede do laboratório e pertenciam a essas empresas foram recolhidos e segundo denúncia que chegou ao portal, apenas exames de urina e fezes estão sendo feitos pela Secretaria de Saúde. Outros exames mais urgentes são repassados para laboratórios da cidade. Mas há ainda, casos de pessoas que são simplesmente informadas de que há exames que não estão sendo feitos.

Atualmente, o prédio que abriga o laboratório custa aos cofres públicos R$8 mil/mês de aluguel, e boa parte dos funcionários está sem ter o que fazer; sem os equipamentos necessários para trabalhar na realização dos exames.

Na quarta-feira (29), o portal entrou em contato com a administração que emitiu nota sobre o assunto e desmentiu os denunciantes, explicando que todos os exames continuam a serem marcados e realizados normalmente.

O que diz a Prefeitura

 “Para oferecer determinados exames à população, a Secretaria Municipal de Saúde contrata empresas por meio de licitação. Essas empresas recebem por produção (pela quantidade de exames) e, por contrato, disponibilizam também os equipamentos. Até este mês de junho, a secretaria mantinha três contratos com empresas que atendiam ao Laboratório Municipal. Cada uma oferecia determinados tipos de exames. Porém, as três empresas informaram não ter interesse em renovar os contratos. Entre os argumentos apresentados, alegaram que os equipamentos são caros e a demanda de exames não tem compensado o investimento.

 O Município tentou realizar um pregão, porém nenhuma empresa mostrou interesse. Dessa forma, a Secretaria Municipal de Saúde está adotando um novo sistema. A secretaria está realizando um processo de credenciamento. Alguns laboratórios da cidade já manifestaram interesse em participar. A proposta é que o preço praticado seja baseado na tabela do SUS (Sistema Único de Saúde). Por meio desse sistema, a ideia é atender tanto os exames eletivos da secretaria quanto os da UPA (Unidade de Pronto-Atendimento).

Por meio do Laboratório Municipal, seguem sendo agendados e realizados os seguintes exames:

 Anti Estreptolisina O/ASO
Coombs Direto
Coombs Indireto
Fator Reumatoide/FR
Gram de Gota
Grupo sanguíneo e Fator RH
Parasitológico de fezes/EPF e MIF
Proteína C Reativa/PCR
Teste de Gravidez no Sangue/BHCG
Urina Rotina/SU
VDRL
Velocidade de Hemossedimentação/VHS

Obs.: Os exames realizados pela FUNED e IPD (urocultura para gestantes) serão agendados normalmente.

 Quanto aos demais, para que a população não fique sem os exames neste período, os pedidos de urgência e emergência estão sendo atendidos por meio de contrato com laboratório local.

A Secretaria de Saúde acredita que, com o novo sistema, haverá condições de economizar recursos públicos e ainda ampliar a quantidade de exames realizados. A intenção é realizar o credenciamento o mais rápido possível”.

print

Comentários