A Prefeitura realizou na terça-feira (10) no auditório da UAB, um encontro entre o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e os produtores do município. O objetivo foi debater a produção de origem animal, a fiscalização e a certificação para comercialização a nível estadual e federal.

O encontro contou com a presença de profissionais de Oliveira e Lavras, que contribuíram com seus conhecimentos sobre o assunto. Eles explicaram as formas de certificação e participação dos produtores do município e do IMA e a possibilidade de emissão de selos para comercialização a nível estadual e federal.

Para emissão dos selos, foram apresentados os sistemas Sistema Estadual de Inspeção(Sisei/MG), que consiste no reconhecimento pelo IMA da  equivalência do Serviço de Inspeção Municipal(SIM) como apto a permitir que os estabelecimentos nele registrados comercializem os produtos de origem animal (carne, leite, pescado, mel e cera de abelha, ovo e seus derivados) dentro do estado, e o Sisbi para o comércio a nível federal.

A emissão do SIM é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, que fiscaliza as boas práticas de fabricação e comercialização no Município. A Prefeitura já trabalha para conseguir a equivalência do SIM aos demais selos.

Para o prefeito Eugênio Vilela, “apesar das dificuldades encontradas neste início de governo, nos propusemos a trabalhar pelo fortalecimento dos negócios locais, regulamentamos o incentivo a novos empreendimentos e estamos possibilitando a ponte entre produção e certificação. Esta é a forma de tornar competitivos os produtos formiguenses: tradição e qualidade”.

Durante o encontro, os produtores puderam manifestar sobre as atividades realizadas desde a implantação do SIM no Município, sobre as demandas atuais e propostas de comercialização. O encontro contou ainda com representantes de produtores e dos serviços de inspeção das cidades de Córrego Fundo e Capitólio.

Os produtores formiguenses que estiveram presentes trabalham nas áreas de laticínios, gestão de qualidade, frigoríficos, linguiça, queijos e doces. Médicos veterinários também acompanharam o evento.

(Foto: Divulgação Secom)

IMPRIMIR
Fonte:

Secom/Formiga