No sábado (29), moradores do Ouro Verde fizeram uma manifestação pelas ruas do bairro reivindicando melhorias e a retomada da construção da creche que, com 80% da obra concluída, se tornou um local frequentado por usuários de drogas e ainda ponto de prostituição e depredação.
Os moradores ainda reclamam de um convênio no valor de R$135.129 assinado para pavimentar ruas que jamais saiu do papel, apesar do dinheiro ter sido liberado. Há inclusive ruas que constam como asfaltadas e não são.
No dia da manifestação, os moradores decidiram que aguardarão mais 30 dias por uma resposta da administração municipal a respeito dos problemas e caso os pedidos não sejam atendidos, manifestações serão feitas na porta da Prefeitura.
Após a notícia sobre a manifestação ser divulgada, questionada pelo jornal, a administração emitiu a seguinte nota enviada na tarde de quarta-feira (3):
?Os recursos financeiros (R$ 500 mil) para conclusão da creche já estão assegurados. A parte orçamentária depende de aprovação da Câmara. O projeto de lei está no Legislativo e, segundo a presidência da Casa informou à Secretaria de Educação, haverá um esforço para votá-lo na próxima segunda-feira, dia 7.
A resposta dada pela administração em 20 de novembro de 2013 sobre esse assunto foi: ?Os estudos e os procedimentos necessários à realização da licitação seguem em andamento. É intenção da Administração Municipal realizar a licitação o mais rápido possível, porém não há como precisar uma data para sua realização neste momento. O valor da obra ? licitada, contratada e iniciada na gestão passada ? é de R$ 625.709,03, segundo documentos da Secretaria Municipal de Obras. Esse valor não inclui todas as alterações que terão de ser feitas na creche para que ela tenha condições de entrar em funcionamento?.
Sobre o calçamento da Rua Celso Fernandes Souto, está sendo apurado o que houve, uma vez que esses recursos foram liberados na gestão passada. Em breve, a Administração Municipal dará um posicionamento à comunidade.
A atual gestão está atenta a todos os problemas da cidade. Antigamente, bairros eram aprovados em Formiga sem a mínima infraestrutura: sem pavimentação, sem rede de água e esgoto e sem iluminação. Isso gerou uma demanda enorme de obras a serem realizadas. Esse é um problema enfrentado tanto pela atual gestão quanto pelas passadas.
A atual administração está aberta a dialogar com a comunidade, com toda a transparência, sobre os problemas e as soluções para as diversas demandas do bairro. E o mesmo vale para todas as outras comunidades formiguenses?.

Imprimir
Comentários