Há cerca de um mês, a Secretaria Municipal de Planejamento, Coordenação e Regulação Urbana está utilizando o aplicativo Google Earth para intensificar a fiscalização de imóveis no município.
A fiscalização está sendo feita por meio de imagens de satélites fornecidas pelo programa. Com as imagens os funcionários da secretaria realizam a conferência da documentação do imóvel e, se houver irregularidades, são enviados fiscais de obras no local para realizarem a fiscalização ?in loco? do imóvel, sendo confirmadas as irregularidades os proprietários são imediatamente notificados.
Quatro servidores fazem a conferência dos dados cadastrados e mais seis fiscais realizam os trabalhos nos bairros. Ao todo, mais de 500 imóveis já foram notificados e mais de oito mil imóveis já foram fiscalizadas.
De acordo com o secretário de Planejamento, Rafael Alves Tomé, há vários imóveis no município que estão cadastrados como lote vago, mas, na realidade, possuem casas, apartamentos e cômodos comerciais. Com isso, acabam pagando menos impostos e prejudicando a arrecadação do município. Grande parte dessas construções foram feitas sem alvará e não possuem Habite-se. ?Com isso, ocorre um enorme prejuízo financeiro para o município e, consequentemente, para a população?, comentou o secretário de Planejamento.
Os trabalhos de fiscalização já foram realizados em toda a área central da cidade, onde foram encontradas várias irregularidades, e agora está sendo feito nos bairros de maior valor imobiliário.

print
Comentários