A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (8) mandados de busca e apreensão no escritório, na Câmara e na casa da presidente do Legislativo de Iguatama, Rita de Cássia Campos Nascimento. Ela é suspeita de fraude contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

De acordo com o delegado da Polícia Federal, Daniel Fantini, os agentes cumprem três mandados de busca e apreensão. “Não há mandado de prisão. Estamos buscando documentos sobre a suspeita de fraude contra o INSS como a utilização de documentos falsos para a concessão de aposentadorias rural”, informou.

Rita de Cássia, segundo o delegado, também é advogada. De acordo com a atendente da Câmara, a presidente da Casa Legislativa não foi localizada em nenhum dos três endereços que a Polícia Federal esteve.

Presidência

A vereadora Rita de Cássia está no terceiro mandato e assumiu a presidência da Câmara de Iguatama em dezembro do ano passado após o ex-presidente do Legislativo, Herivelto Ferreira Pedrosa, ter sido preso durante a “Casa dos Espíritos”, desencadeada pelo Ministério Público, juntamente com as Polícias Civil e Militar.

O vereador e mais duas pessoas são suspeitas de organização criminosa, peculato-desvio e fraude a procedimentos licitatórios.

 

Imprimir

Fonte:

G1