Um dos homens mais procurados de Minas Gerais foi preso em Viçosa, na Zona da Mata. Maurício Henrique dos Santos, de 32 anos, conhecido como Mauricinho, tem participação no tráfico de drogas e atuava em cidades da região. Ele também é investigado por participação em roubos, tentativas de homicídios, porte ilegal de arma e formação de quadrilha. O nome dele figurava no Programa Procura-se da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) onde estão criminosos foragidos da Justiça.

A prisão de Mauricinho aconteceu no último sábado. De acordo com a Sesp, o setor de inteligência conseguiu informações da localização do alvo. Ele estava escondido em uma casa no Bairro Nova Viçosa, que seria de um colega dele. Policiais militares foram até o local e iniciaram uma revista no imóvel. Durante a ação, o homem se entregou.

Maurício Henrique fazia parte da lista do Programa Procura-se. Lançado em dezembro de 2017, esta edição prioriza alvos suspeitos de integrar quadrilhas e praticar explosões de caixas eletrônicos e roubos a bancos. Ao todo, são 12 criminosos.  A escolha dos nomes foi feita de forma conjunta pela Sesp, polícias Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal, Ministério Público, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Administração Prisional (Seap).

Desde a divulgação da lista, três criminosos que estavam foragidos foram capturados. Em março deste ano, agentes das forças de segurança pública de Minas Gerais prenderam Wyslan Vinicius Teixeira Barbosa, de 26 anos. Conhecido como “Barriga”, ele foi preso no Bairro Planalto, em Nova Serrana, na Região Centro-Oeste de Minas. O criminoso estava foragido e tinha mandados de prisão em aberto pelos crimes de homicídio qualificado, roubo tentado, além de estar envolvido em uma ocorrência de explosões de caixas eletrônicos em fevereiro deste ano em Mato Verde, no Norte de Minas.

Outro preso foi Carlos Leandro de Faria, de 21, que foi encontrado em Uberaba, na Região do Triângulo Mineiro. Carlos faz parte de uma quadrilha especializada em explosões de caixas eletrônicos e roubos a banco, crimes que estão aterrorizando cidades mineiras.

Segundo a Sesp, na última edição do programa foram divulgadas três listas diferentes entre 2011 e 2012. Na época, 23 dos 29 alvos foram presos com a ajuda da população por meio do Disque-Denúncia 181. Na ligação, o sigilo e anonimato são garantidos. A divulgação da lista dos mais procurados começa nesta quarta nos 853 municípios mineiros e também em cidades de outros estados nas divisas. Cartazes com as fotos foram espalhados em Minas e todos têm QR Code, que dá acesso à lista de todos os procurados via smartphones. Peças para aplicativos e mídias sociais, como o Facebook e WhatsApp foram produzidas para ampliar o alcance.

 

Fonte: Estado de Minas||https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2018/11/26/interna_gerais,1008198/preso-um-dos-homens-mais-procurados-de-minas-gerais.shtml

print

Comentários