Por volta das 20h de segunda-feira (3), detentos da Penitenciária Regional de Formiga deram início a um motim.
A ?algazarra? ocorreu no pavilhão de presos provisórios, quando nove detentos jogaram colchões e roupas de cama no corredor em direção à sala onde fica o agente prisional e atearam fogo, sendo necessário uso de mangueira de alta pressão para apagar o fogo e resfriar o local.
Após o fogo ser controlado, os agentes deram ordem para que todos os detentos saíssem da cela, pois havia risco de intoxicação pela fumaça. Os presos estavam no banheiro da cela e se negaram a sair.
Para preservar a integridade física dos detentos, foi necessário que os agentes adentrassem na cela e usassem de força moderada e técnicas de algemação para dominarem os detentos e retirá-los do local, conduzindo-os para outra cela em segurança.
Os detentos envolvidos no motim sofreram leves escoriações pelo corpo e foram encaminhados ao Núcleo de Saúde da Penitenciária, onde foram atendidos.
Três agentes penitenciários, que agiram para retirar os detentos da cela e evitar danos à saúde dos mesmos, acabaram intoxicados por terem inalado grande quantidade de fumaça e precisaram ser encaminhados para o PAM, onde foram atendidos e passam bem.
A Polícia Militar foi acionada para registrar o fato. Dois detentos que estavam em celas próximas ao local, testemunharam o ocorrido.
No local do incêndio foram danificadas as paredes, a parte elétrica, colchões, roupas de cama, cobertores e roupas.

Imprimir