Dez pessoas morreram em acidentes nas estradas federais que cortam Minas durante o feriadão de Natal, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Foram registradas 113 ocorrências, que deixaram 174 feridos.

Mais de 9 mil veículos foram fiscalizados pela corporação, entre quinta-feira (24) e este domingo (27). Foram aplicadas 741 multas, sendo 59 pela falta de cadeirinhas para crianças e 333 a motoristas sem cinto de segurança.

Seis pessoas foram presas por estarem embriagadas ao volante, enquanto outras 43, multadas por ingerir bebida alcoólica antes de dirigir.

Em meio aos números, o alerta permanece devido ao próximo feriado prolongado, do Réveillon, que se aproxima. A Associação Mineira de Medicina do Tráfego (Ammetra) reforça que a assistência à saúde em todo o Estado já está pressionada devido à alta nos casos de Covid, podendo ficar saturada se houver mais acidentes. 

“Não é hora de sair de casa, estamos vivendo um novo pico da pandemia e os acidentes de trânsito podem dificultar o acesso dos pacientes da Covid ao tratamento”, afirma o diretor da Associação Mineira de Medicina do Tráfego (Ammetra) e coordenador da Mobilização Nacional dos Médicos e Especialistas em Medicina do Trânsito, Alysson Coimbra.

A entidade orienta que, se for dirigir, o motorista deve redobrar a atenção, respeitar a sinalização e os limites de velocidade e não ingerir bebida alcoólica, além de evitar remédios de uso controlado.

Fonte: Hoje em Dia

Imprimir
Comentários