Neste sábado (22), exatamente às 11 horas e 49 minutos, horário de Brasília-DF, começa a Primavera no Hemisfério Sul. A estação é caracterizada pela transição do inverno seco para o verão quente e chuvoso, por isso, de setembro a dezembro são registradas as maiores temperaturas do ano em boa parte do país. Com a influência do El Niño, esse ano os termômetros ficam acima do normal e as madrugadas no Sudeste e Centro-Oeste serão mais quentes.
Em relação a chuva, a estação das flores marca retorno das pancadas, principalmente para a região central do país, que sofre com a estiagem do inverno. Em 2012, as chuvas mais intensas e generalizadas serão observadas a partir de outubro no Sudeste e Centro-Oeste. Na região Sul, mesmo com o El Niño mais fraco, há riscos de fortes temporais durante a Primavera. Os acumulados em boa parte do Rio Grande do Sul já estão altos e o volume de chuva deve superar o esperado para os próximos três meses.
A última região a receber as chuvas de Primavera é o Nordeste, onde só volta a chover regularmente em meados de novembro, quando a umidade da Amazônia consegue se organizar e se associar às frentes frias, que vez ou outra, alcançam a região. Enquanto isso no Centro-Sul do país, os acumulados continuam subindo, o que é normal para esta época do ano, e a possibilidade de temporais pode trazer transtornos e prejuízos para a população dessas regiões.
Enfim a chuva se consolida em todo território nacional em dezembro, por causa da alta umidade, do forte calor e da aproximação com o verão. As pancadas mais fortes devem ser registradas no leste do Sul e Sudeste do país, pois o Oceano Atlântico fica mais quente do que o normal, aumentando a evaporação da água do mar. Apenas no litoral Nordestino as chuvas diminuem e as temperaturas ficam altas, o que torna a Primavera a melhor época para visitar a costa do Nordeste.
Portanto, a partir de sábado comece a se programar para aproveitar melhor os dias mais longos ao ar livre, apreciando as belas paisagens da estação, mas sempre de olho da previsão do tempo, para não ser pego de surpresa pelas chuvas da Primavera.

print
Comentários