O professor mestre do Unifor-MG José Carlos Leal participou, no mês passado, do XIII Seminário Internacional de Educação Física, Lazer e Saúde (SIEFLAS).

O evento ocorreu no Instituto Politécnico da Guarda (IPG), na cidade de Guarda, Portugal. Na abertura, foram proferidas palestras e houve uma mesa redonda sobre o atual cenário da prática de atividade física no mundo e o combate aos altos índices de sobrepeso e ao sedentarismo, especialmente, em crianças e adolescentes. Também foram demonstrados os principais desafios enfrentados na implantação de ações eficazes.

Sessões plenárias e mesas redondas abordaram diversificados temas, principalmente, exercício físico e obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, portadores de necessidades especiais, dentre outros. Em todos os dias, foram apresentados trabalhos realizados em Portugal, Brasil, Espanha, Colômbia, México, Argentina, Alemanha e França.

José Carlos e o egresso de educação física licenciatura, Matheus Victor da Silva tiveram um estudo aprovado sobre a relação entre a coordenação motora, a aptidão cardiorrespiratória e o índice de massa corporal. A pesquisa constatou que a maioria dos alunos tinha coordenação motora e capacidade cardiorrespiratória insatisfatórias para a idade e que as crianças com sobrepeso possuíam índices de coordenação e aptidão física piores que as crianças com peso corporal adequado para a idade.

Também foi aprovada a pesquisa feita pelo docente junto com a egressa Fabiana Simões Alves. Verificou-se que estudantes do ensino fundamental preferem jogos eletrônicos em detrimento das brincadeiras tradicionais, sendo que as crianças que optaram pelos jogos eletrônicos apresentaram Índice de Massa Corporal superior. Devido à inviabilidade da participação dos egressos na programação, os estudos não foram apresentados no evento, sendo publicados nos Anais do Seminário.

Já o trabalho produzido pelos bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) do Unifor-MG foi apresentado em Portugal por José Carlos Leal. Ele teve como produtores os coordenadores de área do subprojeto de Educação Física José Carlos Leal e a professora Luciane Alves Gianasi e o Supervisor Carlos Eduardo de Oliveira, da Escola Estadual Doutor Abílio Machado. O estudo aborda as oficinas de esporte na escola como fator de desenvolvimento integral dos estudantes.

A pesquisa realizada durante 2016 mostrou a eficácia das oficinas de esporte na unidade de ensino, em horário contra turno para o desenvolvimento físico, cognitivo e social das crianças. Após a apresentação, houve questionamentos e debate sobre a realidade da Educação Física na escola, seus desafios e prioridades, tanto no Brasil quanto em Portugal e na Espanha.

José Carlos falou sobre a importância de sua participação no evento, destacando o melhor conhecimento das ações desenvolvidas na Europa, principalmente, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pelos países da União Europeia. Foram apresentados documentos com as diretrizes e encaminhamentos dessas organizações para a realização do exercício físico como meio de promover a saúde.

“Foi uma experiência enriquecedora participar desse Seminário. Ampliei meu conhecimento sobre as ações a serem realizadas na Educação Física, além de observar e obter ideias de trabalhos interessantes a serem promovidos por nossos alunos no Unifor-MG, visto que estou lecionando a disciplina de Seminário de Conclusão de Curso. Graças ao Centro Universitário, pude participar de um evento enriquecedor e conhecer melhor a realidade da Educação Física em diversos países e verificar que, de certa forma, estamos um pouco à frente de outros países”, ressaltou.

(Foto: divulgação/Unifor-MG)

 

Fonte: Unifor-MG ||

Imprimir

Comentários