Os professores da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ) entraram em greve nesta quarta-feira (16) em São João del Rei, no Campo das Vertentes, e em Divinópolis. Com isso, tanto docentes quanto técnico-administrativos e alunos estão parados.

A decisão dos professores foi tomada em assembleia na quarta-feira (9) passada por 249 votos a 79. Houve dez abstenções. Os estudantes estão em greve desde semana passada e os servidores, desde o dia 24 de outubro.

Tanto alunos quanto docentes são contrários ao pacote de medidas do governo federal que podem impactar na educação pública e reduzir verbas para instituições federais, como a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, antiga PEC 241, que estabelece um teto para os gastos públicos e a reforma do ensino médio.

Nesta quarta-feira (16), a UFSJ preferiu não se posicionar sobre o assunto, mas, na última semana, o Conselho Universitário da UFSJ divulgou uma carta à comunidade, posicionando-se de forma solidária aos alunos e professores que deflagraram greves. “A UFSJ corre o risco de ter que restringir seu papel de relevância na inclusão social de seus estudantes, assegurado pela formação universitária gratuita e de qualidade”, dizia o texto.

 

Fonte: Portal G1 ||http://g1.globo.com/mg/zona-da-mata/noticia/2016/11/professores-da-ufsj-entram-em-greve-em-sao-joao-del-rei-e-divinopolis.html

print

Comentários