Minas Gerais será o primeiro Estado a receber o curso de preparação de professores sobre a violência e a diversidade no ambiente escolar. Em parceria com a Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), a Secretaria de Educação informa que acerta os últimos detalhes para viabilizar o curso. A expectativa é que ele comece já no primeiro semestre do ano que vem.

A ideia é preparar cerca de 1000 professores, analistas regionais de ensino, que são possíveis multiplicadores, e profissionais da educação para lidar com a diversidade nas escolas. Os recursos para a realização do curso são da Secretaria Estadual de Educação e o projeto faz parte do programa de convivência democrática no ambiente escolar do órgão. Cerca de 450 escolas da rede pública em diversos níveis de ensino serão contempladas.

A duração do curso é de cerca de 10 meses, incluindo aulas presenciais e à distância. Dentro dos temas tratados, serão abordados o racismo, a discriminação por gênero, a homofobia, o bullying, entre outros. A coordenadora de Educação em Direitos Humanos e Cidadania, Kessiane Goulart Silva, explica que formar profissionais da educação para trabalharem o respeito, a valorização e o combate à discriminação nas escolas é essencial para que o ambiente escolar seja democrático e saudável.

“Isso é importante também para a formação do aluno, para que ele consiga refletir sobre a diversidade da sociedade. Ele precisa conhecer essa diversidade até para que ele possa criar seus próprios julgamentos a partir do conhecimento adquirido. Nós não temos uma sociedade única, ela é diversa, e isso precisa ser contemplado no ambiente escolar”, diz.

 

Fonte: O Tempo||

Imprimir

Comentários