Os vereadores aprovaram na reunião de segunda-feira (31), em regime de urgência, o projeto de lei 25/2014 que concede reposição salarial aos profissionais da saúde em 20%, com isso, fica alterada a redação dos dispositivos da lei Complementar nº 38, de 15 de dezembro de 2010.
O reajuste é voltado para ocupantes dos cargos de cirurgião dentista, enfermeiro, e médico da saúde da família. Alguns profissionais estiveram presentes no plenário do Legislativo, durante a aprovação do projeto. Eles argumentaram que os vencimentos já estavam defasados.
O projeto destaca que em pesquisa feita em vários municípios da região, percebeu-se que, atualmente, o valor pago pelo município aos profissionais encontra-se um pouco defasado, motivo pelo qual a recomposição ocorre sobre o salário base.
Na reunião, o vereador Piruca afirmou que é hora dos médicos, que estão em greve desde o dia 21 de março, cumprindo apenas 30% da carga horária (duas horas e 40 minutos por dia), voltarem ao trabalho. ?Com esse projeto aprovado, temos que cobrar da administração e secretária de Saúde que os médicos voltem mais rápido aos Postos?.
Cabo Cunha também questionou se os médicos vão voltar a cumprir nos PSFs, as 8 horas por dia. ?Penso que a mobilização de vocês deveriam ser por classes, para se ter uma remuneração digna. Nessa briga de poder, quem perde é aquele que está no PSF. Se os médicos venceram, não foi a Prefeitura que perdeu, foi o povo que ganhou?.
Valores
Cirurgião dentista: 40 horas ? R$2.360,66
Enfermeiro: 40 horas ? R$2.360,66
Médico da família: 40 horas ? R$8.039,58
Serviços no ambulatório
Na ocasião, Arnaldo Gontijo falou sobre o atendimento no ambulatório montando pela Prefeitura, no edifício Antônio Vieira.
?Tive a informação que no local há dois médicos atendendo e estão em um jogo de empurra, encaminhando os pacientes ao Pronto Socorro, Chegando lá, os enfermeiros têm ordem de médicos para não atender casos que são de responsabilidade do ambulatório.
A saúde em Formiga está precária. Neste ultimo mês, chegou apenas 40% dos medicamentos. Há apenas uma ambulância para transportar os pacientes. Cotas para raio X e ressonância não existem. Tem aparelhos no Centro de Imagem, mas as vagas são restritas. Não tem raio X à tarde, porque o profissional está de férias.
Os próprios funcionários estão levando material de casa para trabalharem, Foram cortados materiais de limpeza. Não tem soro fisiológico, seringas, gardenal, e outros. Tem que remunerar esses profissionais mesmo, só eles sabem o que passam?, contou o vereador.

print
Comentários