Em um ano de funcionamento, o Programa de Coleta Seletiva em Piumhi já recuperou mais de 150 toneladas de resíduos recicláveis. Por conta do programa, o Município recebeu, pela primeira vez, o Indicador de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU – 0,667), comprovando a adesão de Piumhi às metas da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), por meio da Lei 12.305/2010. Um Centro de Triagem está em construção e tem previsão de término ainda em 2020.

Segundo a Prefeitura, o projeto foi executado em uma área piloto que envolve oito bairros, são eles: Capoeiras, Nova Piumhi, São Francisco, Bela Vista, Novo Tempo, Pérola Negra, Alvorada e Jardim Betel. O Executivo prevê expandir o serviço para outras regiões da cidade.

“Era um grande sonho este projeto, que vem dando muito certo e temos orgulho de ter implantado. Sabemos que reciclar é de suma importância para melhorar o impacto ambiental, e estamos cuidando disso cada vez mais”, afirmou o prefeito Adeberto José de Melo (MDB).
O Programa de Coleta Seletiva, realizado pela Prefeitura de Piumhi, conta com a parceria da JACOBS DOUWE EGBERTS (JDE), multinacional do setor de cafés, e é de responsabilidade técnica e metodológica do Programa ViraSer de Logística Reversa de embalagens pós-consumo, executado pelo Grupo Gaia Social.

Conscientização
No decorrer do projeto foram realizadas ações de conscientização da população sobre a importância do descarte correto de resíduos, reciclagem e também preservação do meio ambiente, por meio de palestras com a participação de professores e estudantes das escolas pública e particular, agentes de saúde e de Vigilância Sanitária, e representantes da sociedade civil.

Quatro locais estratégicos de Piumhi, que o Executivo não especificou quais, receberam a instalação de Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) onde é possível descartar, corretamente, os resíduos recicláveis.

Triagem
De acordo com a Administração Municipal, uma Central de Triagem está em construção. O local terá capacidade para realizar a triagem de até 100 toneladas de materiais recicláveis. A previsão é que a Central seja inaugurada ainda este ano.

Para o secretário de Agropecuária, Abastecimento e Meio Ambiente, Martiniano Fagundes, a inauguração do Centro de Triagem deixará os números de reciclagem muito mais expressivos, contribuindo assim para as questões ambientais do município, incluindo Piumhi na lista de cidades com bons resultados com a coleta seletiva.

Outros projetos
O “Moeda Social” começou a funcionar recentemente em Piumhi. Conforme a Prefeitura, o objetivo é estimular mais engajamento da população em relação ao descarte correto. O programa permite a troca de recicláveis por um kit de produtos da agricultura local, como hortaliças e frutas.

O município conta ainda com a campanha “Câmbio Verde: troque recicláveis por hortaliças”, realizada desde o dia 27 de agosto. A intenção é que a população atendida pela coleta seletiva troque os resíduos recicláveis por outros produtos da agricultura familiar e local. É possível ainda fazer a troca por máscaras protetoras, como ação de prevenção à Covid-19. O material é confeccionado por costureiras da cidade e indicadas pelas Organizações da Sociedade Civil.

“Ações simples que fazem a diferença, separar os resíduos é simples e gratificante, saber que estou fazendo a minha parte, ajudando meu bairro, minha cidade e todo meio em que vivo me deixa muito feliz. Se cada fizer a sua parte, e estiver engajado no projeto, podemos ter a esperança de um planeta mais limpo, a começar por nossa cidade”, opinou a moradora Natália Andrade.

Matéria do G1

print
Comentários